7 de Paus

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Pra variar, tenho pensado muito esses dias sobre a vida que se leva e o tanto que poderíamos mudar a nossa forma de ver o mundo e nos relacionar com o mundo.

Por exemplo, o 7 de Paus, uma carta muito associada às batalhas e desafios, é uma carta que levanta questões mas traz imediantamente as soluções. Esta é a carta da coragem... Ela tem uma energia intensa de força, de coragem, de determinação.

Houve um tempo em que eu curtia o conceito de batalha, "somos guerreiros", coisa e tal... Depois o tempo foi passando e eu concluí que quem é guerreiro procura guerras e eu estou bem mais a fim da paz. Já bastam as batalhas interiores, de superação de limites, bloqueios, ilusões... Não preciso de embates externos também. Então, olho para o 7 de Paus como uma carta de coragem e superação do maior desafio que existe e que está dentro de cada um de nós: a manifestação concreta do nosso ser essencial.

Ontem, conversando com o namorado, eu estava falando da frequência com que olho em volta e tenho a impressão de que as pessoas estão enlouquecendo. Não faço isso me colocando em uma condição superior, bem sei dos meus problemas e conflitos interiores... Mas estava analisando este processo louco de massificar informações de conflito, sofrimento, dor, revolta... e como as pessoas entram em uma catarse, uma explosão de emoções em desequilíbrio coletiva. O mundo sempre foi assim: coisas boas e coisas ruins acontecem. Mas o excesso de informações que invadem nossa casa e nossa mente acaba trazendo pro sofá da sala questões do outro lado do mundo, sendo que não resolvemos medianamente nem as questões interiores, nem as da nossa própria casa, nem do vizinho ou do trabalho. E dá aquela sensação de que precisamos "fazer algo", precisamos nos manifestar de alguma maneira. Sinceramente? Eu penso o tempo todo, falo pelos cotovelos, mas ando sem vontade de dar opinião em relação a tudo, me manifestar em relação a tudo. Tenho sido mais econômica com isso. E tenho percebido a enorme economia de energia que essa postura é capaz de gerar. Tenho guardado os meus pitacos mais pro Via Tarot :-)
Pois bem... Eu achei a carta lá de cima linda! Não pude deixar de postar... Mas também achei uma outra carta bem significativa e vou colocá-la aqui embaixo.

Reparem que nosso personagem está em batalha, mas prestem bem atenção nos seus pés. Ele usa um tipo de sapato nitidamente maior que o tamanho dos seus pés. E ele parece flutuar, como se, ao invés de se embrenhar na guerra, ele fizesse um voo baixo, pulando suavemente sobre os obstáculos. Parece uma estratégia bem interessante para encarar os desafios. Gostei!

Esta é a dica de hoje, uma quarta-feira de Mercúrio com influência do 7 de Paus... Transitem suavemente através e acima dos obstáculos, usem palavras precisas e estratégicas para driblar conflitos, exercitem o coração, vibrem amor e coragem para que o caminho seja mais tranquilo e mais pacífico.

Que a quarta seja de superação!

As imagens vieram daqui e daqui

10 de Ouros

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Depois de dias transitando entre a espiritualidade, os planos, os sonhos e ilusões, finalmente conseguimos colocar os pés no chão. O 10 de Ouros é a garantia de uma visão prática, porém não fria... Aqui temos a capacidade de fazer o que precisa ser feito, mas com aquele "quentinho no coração", o aconchego que traz conforto.

Bem, vou começar esta postagem falando de algumas percepções que venho tendo por esses dias. O assunto é delicado e, portanto, peço calma. Respirem fundo, relaxem e reflitam comigo...

Desde que o Sol entrou em Escorpião, não sei se por mera coincidência ou o fato de namorar uma criatura de Escorpião (o que naturalmente puxa a minha atenção para este signo), comecei a notar um número significativo de pessoas que eu conheço ou que são muito próximas de pessoas que eu conheço morrendo. Tenho dito "o que está acontecendo que o povo tá morrendo sem aviso prévio?" Pois bem, assim a coisa está se processando. Por exemplo, desde domingo já se foram: a mãe de uma amiga querida, um ex colega de trabalho e o tio de uma seguidora do Via Tarot no FB, e estamos falando de pouco mais de 48h... Pra chamar mais atenção, balançando os braços diante dos meus olhos, hoje a história do avião da Chapecoense trazendo esta comoção nacional.

Vejam... Todos os dias, no planeta Terra, uma quantidade incrível de pessoas morre... E outra quantidade incrível nasce. O que nos faz ter a impressão de que tem muita gente morrendo é o grau de proximidade que temos com as pessoas que se vão. E, confesso, ficar imune a esses fatos é bem complicado. Eu, particularmente, com toda a bagagem espiritual que tenho, não sou nem um pouco jeitosa com assuntos de morte. Costumo dizer que podem contar comigo para os casos mais cabulosos psicológicos, emocionais, questões de relações de trabalho... Mas se o assunto é doença e morte, não contem comigo, sob o risco de desviar a atenção dos médicos e paramédicos para um possível desmaio. Graças aos deuses todos, há anos eu percebi o tamanho da sabedoria da Divindade, que fez cada um diferente do outro e cada um bom ou ruim em coisas diferentes. Assim, temos sempre como nos ajudar.

Bem, para que falei tudo isso? Para mostrar que somos submetidos a uma avalanche de informações diariamente. Algumas informações estão ligadas, diretamente, a nós. Outras não nos pertencem, mas invadem nossa casa, nossos ouvidos. Vamos aproveitar o 10 de Ouros, que fala, dentre outras coisas, de proteção e segurança, para tomar consciência disso... Já bastam os fatos que nos pertencem, que têm a ver diretamente com a nossa própria vida. Não vamos permitir que outras energia difíceis, tristes, frustrantes invadam nosso campo de energia. Vamos filtrar as informações...

O que mais podemos falar do 10 de Ouros? Podemos dizer que ele é lindo, fofo, querido...rs Ok... Podemos dizer que ele nos fala de processos de crescimento material, prosperidade, estrutura e organização dos aspectos materiais da vida, fala muito de família e deste elo que traz segurança e afetividade. Esta é uma carta extremamente positiva e capaz de providenciar coisas muito boas para o nosso dia. Vamos confiar nisso! ;-)

Ótima terça para todos nós!

A imagem veio daqui

7 de Copas

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Olha quem veio nos visitar de novo... Posso estar enganada, mas tenho a impressão que neste ano as cartas se repetiram muito, deixando de fora um outro tanto. Sempre que chegamos ao final do ano, gosto de levantar a estatística e vou confirmar se foi isso mesmo. Mas minha percepção é essa.

É claro que não consegui esperar até o final do ano. Mal concluí este primeiro parágrafo e corri para ver os Arcanos postados em 2016...rs Não vou contar detalhes, mas digo apenas que oito Arcanos Menores e dois Arcanos Maiores não apareceram até agora. E digo mais... Tenho certeza que ninguém sentiu falta deles e espero que eles continuem assim, quietinhos sem dar as caras por aqui...rs

Mas vamos falar do 7 de Copas e sua estreita relação com Alice. Sim, aquela do País das Maravilhas.

Olhem a imagem: vários buracos e vários coelhos. Em qual deles Alice deve entrar? Quem já leu o livro ou assistiu o filme ou o desenho sabe que a história de Alice possui (de sobra) situações de escolha/decisão e ilusão/engano.

O que real e o que não é? Essa seria a primeira grande pergunta. No caso da história de Alice, creio, nem ela consegue determinar o que é real e o que não é. Mais do que isso, em vários momentos decisões foram tomadas, decisões, aparentemente, equivocadas, que depois se revelam a melhor decisão. O contrário também acontece: vamos por aqui porque é claro que vai funcionar. E... Ops! Um escorregão... um buraco... um desvio da trilha... um mal entendido.

Mas a vida não é assim? Claro que é! A vida não é uma ciência exata. Na vida não existem garantias absolutas de que tudo vai funcionar como o planejado. Por isso, uma atitude sábia é não desejar ardentemente ter o controle sobre tudo que acontece e, ao contrário, aceitar e confiar que tudo que vem, vem com um objetivo. Seja ensinar (porque tomamos uma decisão equivocada), seja trazer os bons resultados pela decisão tomada com sabedoria.

O 7 de Copas abre muitas possibilidades... Se tivermos sabedoria, conseguiremos perceber qual das opções apresentadas é a mais positiva. Se levarmos em conta que estamos em uma segunda-feira, regida pela Lua, temos duas perspectivas: 1) compreender que algumas coisas estão ainda escondidas, não muito claras 2) usar a intuição e a conexão espiritual para fazer escolhas. Aliás, a conexão espiritual é sempre uma ótima bússola para nos ajudar a encontrar o melhor caminho.

Que a segunda-feira seja mágica!

A imagem veio daqui

A Sacerdotisa

domingo, 27 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

No começo da semana eu avisei que um dos Arcanos Maiores se repetiria. Cá está ele! De novo, temos por aqui a energia da Sacerdotisa, com toda magia e mistério que esta carta costuma anunciar. Na verdade, eu não posso reclamar... Ando bem cercada de magia e encantamento nos últimos tempos. Aquelas coisas que acontecem e vão ligando pontinhos de um jeito que, de repente, do nada, um cenário totalmente novo aparece diante dos nossos olhos.

Eu gosto mesmo deste clima de surpresa, até porque, como costumo dizer, é muito difícil alguém conseguir me surpreender. É algo que me acompanha desde a infância. Toda vez que alguém preparava alguma surpresa pra mim, eu descobria. O presente de aniversário, apesar de todo o esforço dos meus pais, acabava sendo revelado pra mim antecipadamente e das maneiras mais bizarras que se pode imaginar. Então, quando a vida consegue me surpreender de forma positiva, trazendo movimentos, situações e resultados inesperadamente bons, meu sentimento de gratidão aumenta ainda mais!

Hoje, domingo de regência solar, a Sacerdotisa chega por aqui como um estímulo ao processo de autoconhecimento. É como se ela dissesse: quais mistérios você anda guardando de você mesm@? O que se esconde em sua alma? Temos uma excelente oportunidade para colocar a intuição para funcionar, a sensibilidade para agir e detectar coisas dentro e em volta de nós.

Assumir o aspecto Sacerdotisa é se lançar em uma viagem mágica, percebendo o quanto que existe de invisível dentro do nosso cotidiano visível. Ser a Sacerdotisa é saber transitar entremundos com suavidade, com a capacidade de adaptação que cada lado exige.

Sejamos Perséfone! ;-)

Ótimo domingo para todos nós!

A imagem veio daqui

2 de Paus

sábado, 26 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Como costumo dizer sempre, vamos começar falando sobre os efeitos do Arcano de ontem...rs Pois bem... Estou acostumada a ouvir e ler pessoas dizendo que o Arcano do Dia se encaixou perfeitamente com o que aconteceu na vida delas. Mas hoje sou eu que estou pasma! rs Ontem, a Sacerdotisa se manifestou lindamente na sexta-feira de Vênus! E de formas inimagináveis!

Parte deste processo foi premeditado... Eu havia combinado um ritual à distância com outras pessoas. Até aí, tudo bem. Eu resolvi pegar carona na energia da Sacerdotisa e foi uma ótima decisão! Só que além disso acabei dando pitacos intuitivos na relação de um casal (mania feia que tenho...rs) e eles gostaram! :-) Mais do que isso, os pitacos trouxeram resultados positivos. E eu fiquei muito, muito feliz. Temos aí Sacerdotisa + Vênus.

Feito o relatório de ontem, vamos para o Arcano de hoje, o 2 de Paus. 

Esta é uma carta daquelas que mais orienta do que prevê. Ela diz claramente que existe no ar uma ideia ou projeto que pode dar muito certo, mas que para isso é preciso planejar. O 2 de Paus é a carta do planejamento estratégico, ele diz que não basta ser uma pessoa criativa ou inspirada, é preciso ter uma visão clara do que se quer e de como se alcançar este objetivo. Somente ao mergulhar neste processo, é possível usufruir de oportunidades.

O sábado tem a regência de Saturno e costumamos analisar as possibilidades de realização dos projetos e o desenvolvimento da carreira profissional. Mas não é só isso. Saturno também governa as responsabilidades, os compromissos e tudo aquilo que é sério... é um planeta que tem a cara da maturidade.

Juntando todas essas informações a conclusão é lógica: menos atitudes impulsivas, menos "planos infalíveis do Cebolinha", menos ideias brilhantes que se restringem a sonhos impossíveis. Vamos analisar tudo com calma e ter atitudes necessárias para que as inspirações se convertam em realizações.

Quem me acompanha?

Ótimo sábado para todos nós!

A imagem veio daqui

A Sacerdotisa

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Um novo Arcano Maior nos visita esta semana. Um Arcano Maior que durante muitos anos era o único com o qual me identificava. Depois disso, aconteceu uma alquimia com a Imperatriz e em alguns raros momentos (com sorte) com a Estrela. Mas quando eu olho para as três cartas, vejo que nasci uma Sacerdotisa e depois fui me transformando em Imperatriz (com toda esta conexão com a natureza, as plantas, a culinária, o querer cuidar de todo mundo, a comunicação...) E desde sempre a Estrela fazia visitas aqui e ali, trazendo encantamento para os meus dias. Tudo isso não impediu que várias pessoas, inclusive tarólogos, me identificassem com a Temperança... Fico muito honrada, mas não sei se mereço tudo isso...rs

A Sacerdotisa caminha com um pé aqui e outro "lá". Este "lá" sempre foi a forma com que eu conceituei as saídas desta realidade que sempre pontuaram a minha vida. A sensação de estranheza da Sacerdotisa, esta coisa de olhar situações, posturas e falas alheias com um grande ponto de interrogação, também me é bem familiar. Tem momentos em que eu penso que "como assim?" é a frase que me define. E querem saber? Eu gosto disso...

Hoje é sexta-feira, dia da semana em que somos brindados com a regência de Vênus e que nossos olhares se voltam para o amor e os relacionamentos. Apesar da nossa amiga Sacerdotisa ser conhecida pelo silêncio e pela distância, é bom relativizar... Ou seja, silêncio pra quem e em quais momentos? Distância de quem ou de que? Esta moça é reservada, sim... Diria até misteriosa... Mas não por timidez, mas pelo fato de se sentir tão alienígena e até mesmo inadequada em relação a maioria das pessoas, lugares e situações. No entanto, quando a Sacerdotisa encontra seus semelhantes, ela consegue compartilhar todas as suas percepções mais profundas e espirituais. A dedução é clara: a Sacerdotisa só ama e só se relaciona com pessoas que venham (ou pelo menos entendam) do mesmo lugar que ela, ou seja, ela é muito seletiva, ela olha para os seus sentimentos e seus relacionamentos como uma verdadeira preciosidade.

Não estranhem se sentirem "coisas estranhas" conectando vocês a pessoas especiais. E não se assustem se, de repente, o parceiro ou parceira pareça ler seus pensamentos (ou vice-versa). Hoje é dia de magia, ritual, sensibilidade, sensitividade... e junto com tudo isso amores profundos e cheios de significado, e relacionamentos muito espiritualizados.

Vamos mergulhar nos mistérios do amor...

Que a sexta-feira seja de Amor.

A imagem veio daqui

Rainha de Copas

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Antes de falar sobre a Rainha de Copas, vou falar sobre o Enforcado ontem. Ele se manifestou no meu caminho através da experiência de duas pessoas queridas. A minha amiga que me apresentou o Ho'oponopono, em 2007, com quem não falo há um bom tempo e que ao voltar a trabalhar com esta prática tão linda, em um momento especial, se lembrou de mim e fez contato. E o namorado que continua na sua jornada do herói, resgatando questões importantes do passado, resolvendo tudo e já percebendo os efeitos benéficos disso, através de oportunidades incríveis.

O que tudo isso tem a ver com o Enforcado? Simples... Em primeiro lugar, a velha questão: somos responsáveis por tudo que nos acontece e ao ter consciência disso, iniciamos um processo mágico e incrível, que pode até doer um pouquinho no começo, mas depois vai tornando tudo mais claro e colocando as coisas em seus devidos lugares. Depois, todo o processo que envolve a dor, o sofrimento e a libertação do sofrimento com a tomada de consciência da nossa parte na história. Principalmente, quando se toma consciência de que a dor não é necessária ou já não é mais necessária.

Então, a presença da Rainha de Copas neste ciclo de Enforcado se explica de algumas formas: o olhar de frente para as emoções como um processo de cura... o assumir aquilo que se sente, nosso "eu sensível"... a possibilidade de escolher o amor ao invés da dor como caminho de aprendizado... o aspecto maternal da Rainha de Copas para cuidar, amorosamente, da nossa criança interior.

Aliás, a criança interior pode olhar para o Enforcado e dizer "olha que legal! Ele está plantando bananeira!" rs Sim... As crianças possuem o dom de ressignificar as coisas, normalmente de uma forma poética e doce.

Nesta quinta-feira de Júpiter, vamos convidar o Grande Benéfico para dançar. A Rainha de Copas gosta mesmo de deixar fluir, de encantar e de expressar amor. Sigamos o seu exemplo.

Que a quinta seja doce!

A imagem veio daqui

O Enforcado

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Eu nunca vi, em toda a minha vida, uma imagem do Enforcado tão linda quanto esta! Uma lindeza só! E a descoberta de algo interessante: esta é a primeira vez que esta carta aparece por aqui, no Via Tarot, em 2016.

A carta em sí não atrai muitos fãs...rs A tendência é sempre associar o Enforcado à limitação, uma sensação de estar preso a algo desconfortável. No entanto, basta lembrar de umas posições invertida de yoga que a gente já abre um sorriso e lembra que elas são referência de uma prática de longevidade.

Gosto sempre de lembrar que o Enforcado é um Arcano que fala de assumir responsabilidade sobre si mesmo. Sim, não estamos falando de uma prisão compulsória, mas de situações em que fazemos um sacro-ofício ou nos limitamos por vontade própria, seja porque abrimos mão de uma coisa por outra, ou porque acreditamos que aquilo se faz necessário.

Mas para que o processo seja assim de verdade e para que possamos senti-lo assim também, é preciso algo fundamental: consciência! Consciência de quem se é, em profundidade. Muitas vezes, pessoas reclamam sem parar da sua vida, sem perceberem que só estão ali porque fizeram escolhas, porque caminharam com seus próprios pés até aquele ponto. Isso acontece porque falta consciência, olhar claro sob si mesmo.

Então, o primeiro passo para que o dia de hoje seja produtivo, positivo e mais leve é olhar de forma honesta para as próprias atitudes, pensamentos, sentimentos e, já que quem rege a quarta-feira é Mercúrio, para a forma de se comunicar com os outros.

Tenho prestado atenção, de maneira especial, a minha comunicação. O fato de ser profissional de comunicação e ter trabalhado com isso por mais de 20 anos não me faz imune ao erro. Uma coisa que percebi, por exemplo, é que às vezes eu faço comentários que são mera observação, mas podem soar como crítica ou reclamação. Outro detalhe é que, como eu não sou do tipo que se magoa à toa, algumas vezes faço comentários, que pra mim são totalmente inocentes, simples, comuns, mas que podem gerar algum tipo de ressentimento nas outras pessoas. Normalmente, isso acontece porque as pessoas não se restringem a ouvir o que se diz, mas começam a tirar conclusões próprias e seguir por caminhos obscuros... Acabam chegando em um lugar sombrio, que nada tem a ver com a mensagem que eu enviei. Mas também é preciso compreender o outro, considerar a forma diferente que cada um tem de enxergar o mundo.

As palavras, muitas vezes, são como uma grande prisão. E se estamos com a energia do Enforcado, tudo começa a fazer mais sentido. Há anos, concluí que existem sentimentos, pensamentos e percepções que não podem ser transmitidos através de palavras. Mas a gente tenta, né? A gente sempre tenta... Até quando sabe que não dá...rs Então, talvez um conselho que esteja escondido neste Enforcado seja algo como: na dúvida, não fale.

Silêncio é bom... Vez por outra faço um jejum de palavras, mesmo que seja no Facebook. Dou uma curtida aqui e outra ali, mas nada de comentários...rs Por que, afinal de contas, temos que ter opinião em relação a tudo? E por que, principalmente, precisamos expressar essas opiniões? rs Não é mesmo? ;-)

Enfim... que a quarta-feira seja reflexiva, tranquila e muito, muito consciente.

A imagem veio daqui

7 de Copas

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Eu juro que fiquei procurando outras imagens do 7 de Copas para colocar aqui, levando-se em conta que esta foi a mesma imagem que postei da última vez que esta carta apareceu no Via Tarot. No entanto, ela reflete de forma tão precisa um dos aspectos da sua interpretação, que não resisti.

Quando olho para o 7 de Copas, vejo muitas emoções em ebulição, mas vejo pouco centramento e pouca profundidade. É como a mocinha da imagem ao lado, imaginando qual seria o rapaz ideal para ela ter um relacionamento afetivo, sem perceber que se houvesse amor verdadeiro e profundo não havia dúvida.

Muitas vezes, vejo alguém escolher uma pessoa, hipotética ou real, como a solução dos seus problemas ou necessidades emocionais, sem perceber o quanto que isso tem de ilusão. Outra situação bastante comum é se apaixonar pelo amor ao invés de amar alguém, real, com todos os seus defeitos e qualidades. Este processo de paixão por um amor idealizado, e quase sempre fictício, é por demais danoso. A pessoa fica com a impressão de que está plenamente envolvida por sentimentos profundos, mas não consegue enxergar o outro como ele realmente é, ou pelo menos como ele é em relação a ela.

É por isso que o 7 de Copas é, ao mesmo tempo, tão intenso e tão superficial. Vou dar um exemplo prático que eu mesma já vivenciei. Ele tem um lado muito bom, mas sem os dois pés firmes no chão, pode se transformar em um grande engano. Um dia você conhece alguém ou reencontra alguém, dá um click, e começam a acontecer "coincidências", sincronicidades impressionantes! É como pura magia! E o primeiro pensamento é: encontrei a pessoa certa! O Universo inteiro está conspirando para que tenhamos um relacionamento afetivo.

Pode ser ou pode não ser...rs Muitas vezes, a grande conspiração é mais para que você preste atenção em algo, em relação ao outro, à vida ou à você. Pode ser que este tenha sido um encontro repleto de magia e sinais indicando um relacionamento afetivo? Sim, claro! Mas para ter certeza disso será preciso dar tempo ao tempo, sem desespero, ansiedade e fantasias. Já vi histórias que começaram lindamente e magicamente e terminaram que nem um folhetim daqueles mais baratos...rs (estou me incluindo nisso, tá? rs)

Vou comparar com uma experiência que também vivi. Você vai ver uma apresentação de ballet, quando é criança. É tanta beleza, tanta harmonia, é tudo tão lindo que dá vontade de sair correndo para a primeira academia ou escola de ballet e se matricular. Você ouviu e viu o chamado! Os sinais te envolveram. A partir do momento em que você veste a malha, a meia, calça a sapatilha e tenta domar os cabelos em um coque (ui! Me lembro bem disso...rs) tudo muda de figura! Aí tem muito pouco de beleza, magia, suavidade. É muita disciplina, uma professora que normalmente parece ter saído do Terceiro Reich, bolhas nos pés, unhas roxas, músculos que doem... A poesia acabou... Bem, a poesia não acabou. Você vai viver momentos maravilhosos e poéticos em algumas apresentações... Você estará em um palco, lindamente vestida, iluminada de forma precisa e com trilha sonora de primeira qualidade. Mas sabe que para que o momento seja perfeito é preciso continuar vivendo, na maior parte do tempo, o duro aprendizado, dia-a-dia.

Tudo nesta vida é assim... Inclusive os relacionamentos afetivos. E o mais bacana de amar alguém é saber que mesmo no dia em que você tem vontade de botar a criatura pra correr da sua frente, ainda assim, alí existe amor. E que você vai querer que a criatura volte...rs Não existe nada perfeito, você não é perfeito, o outro não é perfeito... E o amor na prática, como diria Cazuza, é sempre ao contrário. Mas ainda assim vale a pena cada minuto quando é verdadeiro.

Portanto, nesta terça-feira de Marte, cheia de energia intensa, vamos deixar as ilusões de lado, sem perder a poesia. Poesia de estar vivo, poesia da descoberta passo a passo, de si mesmo, do outro, da vida. Vai valer a pena, eu sei...

Ótima terça para todos nós!

A imagem veio daqui

O Mago

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Podem ir se preparando porque a semana está cheia de Arcanos Maiores...rs Com o Mago de hoje, são quatro ao todo. Na verdade, um se repete e o engraçado é que são três Arcanos Maiores com energias bem diferentes. Estou aqui matutando no que resultará esta mistura em termos práticos. Mesmo não tendo um Arcano Maior seguido de outro, ainda assim, temos uma misturinha de energias vibrando por aqui.

Quem é esta criatura, o tal do Mago? É um cara que tem a incrível capacidade de fazer as coisas acontecerem. Ele tem uma ideia, um plano, um sonho e não fica preso a isso... Ao contrário, ele transforma isso em realidade aqui nas três dimensões.

Fazer magia, segundo a minha bruxa mestra, é ser capaz de influenciar o meio. E fazer magia com sabedoria é saber, ao invés de ir contra uma tendência natural, aproveitar a onda, a maré, o fluxo de energia para levar uma situação para o melhor. Poucas pessoas percebem, por exemplo, que a prática do Ho'oponopono é uma grande magia! No meu notebook, tem um papel de parede com uma imagem e a seguinte frase: "a gratidão é a maior magia de prosperidade existente". E não estou falando aqui somente de prosperidade financeira, mas a abundância de todas as coisas boas e energias positivas que temos à disposição. Isso é magia! Quando você emana gratidão, tudo em volta responde com situações em que você se sentiria grata ou grato.

A proposta de hoje é, em primeiro lugar, se perguntar: o que eu trago comigo preso, como algo inantingível, que gostaria de realizar, mas acho que não consigo? Em seguida, abrace a energia do Mago, incorpore o seu poder de materialização, vibre gratidão, na certeza de que o melhor em relação a essa situação vai ocorrer pra você. Não é algo racional... Não é nem ao menos um pedido. É uma certeza misturada com entrega. E se joga! Vai viver o dia!

Que a segunda feira da Lua, com toda a sua magia e espiritualidade, possa se unir à egrégora do Mago trazendo o bem para todos nós. Que assim seja!

A imagem veio daqui

Princesa de Ouros

domingo, 20 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Na quinta-feira tivemos a Rainha de Ouros e hoje, domingo, chega por aqui a Princesa de Ouros. No meio disso tudo, tivemos uma transição de ciclo, agora sob a regência do Hierofante, e ontem a visita foi do 9 de Paus... e com ele uma grande reflexão sobre a disciplina. Dias animados...rs

Sempre que a Princesa de Ouros aparece por aqui ou em algum jogo eu penso logo em trabalho. Muuuito trabalho! E quando falo de trabalho, não estou somente me referindo àquela atividade chata e repetitiva que fazemos, na maioria dos casos, para enriquecer alguém. Estou falando de trabalho como esforço, empenho, algo que se faz porque se quer (e deve) fazer. 

Uma outra característica interessante desta Princesa é que ela gosta do que faz. Ela realmente está empenhada em realizar o seu trabalho. O foco está muito mais no que ela faz do que nos resultados que vai obter. Então, além do esforço, da força de vontade, também temos foco, dedicação e amor pelo que se faz. Acho uma bela combinação!

Mas percebam que tudo isso chega para nós em um domingo que é, tradicionalmente (biblicamente...rs), dia de descanso. Não é curioso? Pois bem... É claro que podemos carregar esta energia da Princesa de Ouros por mais alguns dias depois do domingo. Mas, fora isso, podemos muito bem usar todo este potencial de trabalho (que talvez tenha sido inspirado pela disciplina de ontem) para o autoconhecimento, tema  do domingo de regência solar.

Vou falar por mim e peço que vocês reflitam, para ver se a situação se encaixa com vocês também... Eu tenho sentido uma grande necessidade de me ouvir... De permitir que, em meio à correria e ao excesso de trabalho, de preocupação, de stress, haja a possibilidade de eu ser, simplesmente, eu... Isso inclui fazer coisas que são importante para o meu crescimento pessoal, minha saúde física, mental, emocional e espiritual... Incluindo aí fazer academia, descansar, dormir, comer bem... Coisas tão básicas, mas que minha rotina, muitas vezes, não permite. Então, penso que a presença da Princesa de Ouros pode ser algo como um chamado para trabalhar para si, trabalhar com afinco e dedicação para o próprio bem estar. E eu acho a ideia maravilhosa e necessária.

Vamos olhar para esta Princesa como um chamado, uma permissão e um conselho para que sejamos mais dedicamos a nós mesmos. Ela está aqui, certamente, para nos motivar a trabalhar a nosso favor. Nós merecemos! ;-)

Ótimo domingo para todos nós!

A image veio daqui

Tratado sobre a disciplina

sábado, 19 de novembro de 2016

 Depois de escrever uma postagem sobre o 9 de Paus, fiquei aqui pensando o quanto sempre há para dizer em relação à disciplina. O 9 de Paus é aquela carta que fala de realizações possíveis mas que têm um enorme "SE..." Ou seja, "se você tiver disciplina, conseguirá realizar tudo isso".

Um parágrafo da postagem continua ecoando dentro da minha cabeça e faço questão de reproduzi-lo aqui.

"O mais engraçado sobre a disciplina que poucos conseguem perceber é que não se trata de seguir regras tolas ou fazer o que os outros esperam de nós. Ter disciplina é conseguir administrar os desejos mais fúteis e a preguiça, a inércia, em favor de atitudes que vão, verdadeiramente, trazer o bem, os benefícios e as melhorias para nós mesmos."

Eu não nasci com disciplina. Tem gente que tem a sorte de conseguir já trazer esta configuração de fábrica, meu pai é um bom exemplo disso e alguém que me inspira no dia-a-dia. Creio que no meu caso uma mistura de ansiedade, desejo que fazer/conhecer/viver várias coisas ao mesmo tempo e dificuldade de iniciar processos seja bombástica para sabotar a disciplina.

Disciplina tem muito a ver com viver o aqui e agora, ao invés de já querer ver os resultados acontecendo. Disciplina tem conexão direta com saber que fazer algo é mais importante do que colher seus frutos, até porque não temos o controle sobre os desdobramentos de nossas atitudes, mas com certeza existe o poder sobre o agir.

Disciplina é uma forma de expressar amor próprio e auto cuidado. E, consequentemente, uma forma de expressar sabedoria. Acessar todos os prazeres e alegrias que a vida nos oferece pode parecer uma forma de se amar, mas se tal atitude se refere a prazeres e alegrias momentâneos, que podem resultar em consequências negativas então não, definitivamente, não estamos praticando o amor próprio e o auto cuidado.

Mas quando saímos de dentro de nós e olhamos em volta, somos capazes de perceber que o mundo atual não é um bom lugar para que a disciplina se manifeste naturalmente. O excesso de cobranças, de trabalho, de resultados, de competitividade nos dão a impressão de que estamos sempre em dívida com alguma entidade sem rosto, parece que somos menos do que deveríamos ser e por isso é preciso dor, sofrimento e sacrifício para atender as expectativas do mundo, das outras pessoas, de nós mesmos. Tudo uma grande ilusão! E uma ilusão cansativa e desgastante.

Ao mesmo tempo, nossa sociedade sabe bem como distrair a ditatura do sucesso: ela nos oferece prazeres... São prazeres tão superficiais e frágeis como bolhas de sabão, porque se desfazem no ar, porque não alimentam, não nutrem a alma. Na verdade, nem o corpo, pelo menos não de forma saudável. As pessoas trabalham por longas horas diariamente, enfrentam trânsito, stress, frustrações diversas (especialmente as frustrações de não TER), chegam em casa e ainda precisam lidar com as funções domésticas e são poucas que podem ususfruir de uma noite de sono reparadora, porque as preocupações continuam pipocando na mente. Para suportar tudo isso muita comida que agrada o paladar mas não nutre o corpo, álcool, fumo, às vezes sexo-de-entretenimento, compra de supérfluos, superficialidades diversas, beleza, brilho, "espelhinho de índio", promessas de ter mais para quem alcançar metas.

Acredito que se as pessoas tivessem uma vida menos artificial, menos exigente em relação a produzir mais para os seus patrões ou a possuir mais pelo bem da sua imagem social, teriam mais facilidade para desenvolver a disciplina. Mas é fato: depois de tantas obrigações e exigências, normalmente para satisfazer os outros, quem pensaria em disciplina? Quem pensaria em trocar uma atitude que exige um certo esforço por outra que é só prazer fugaz? Poucos...

Nos fizeram acreditar que disciplina é rotina e chatice, nos fizeram acreditar que disciplina é obedecer cegamente um comandante. E neste mundo, supostamente livre, quem quer isso? Mas e se esta liberdade é ilusória? E se descobríssemos que nos fizeram acreditar que podemos ter e ser tudo que quisermos, mas, na verdade, quem nos disse isso quer exatamente o contrário? Se tudo que nos ofereceram como possibilidade de sucesso for somente uma "cenourinha de burro" para nos convencer a fazer o que "eles" querem, o que traz benefícios pra "eles"?

Então, chegamos ao ponto mais delicado da história: o que, de fato, queremos para a nossa vida? O que seria a felicidade, a realização, a plenitudo para o nosso ser essencial (e não para o nosso ser social)? Enquanto não soubermos a resposta para essas perguntas, a disciplina é só mais uma cobrança, uma chatice da qual queremos escapar. Quando conseguirmos conhecer o ser que habita nosso corpo plenamente, quando acontecer o despertar da consciência, então a disciplina será a única forma coerente de agir, para que consigamos construir a vida que nascemos para viver.


9 de Paus

Bom dia! :-)

Toda vez que o 9 de Paus aparece, sinto um misto de alegria e cansaço. Alegria porque olho para mim mesma, criatura que não foi agraciada com disciplina ao nascer, e vejo o quanto consegui evoluir, o quanto de disciplina eu coloquei na minha vida e quantas coisas consegui realizar em função disso. Cansaço porque isso é trabalho diário, incessante e infinito. E tem hora que cansa mesmo e eu sei que é tempo de "dar linha" um pouco, de fazer concessões... Do tipo: hoje você pode fazer o que bem entender, sem cobrança.

O mais engraçado sobre a disciplina que poucos conseguem perceber é que não se trata de seguir regras tolas ou fazer o que os outros esperam de nós. Ter disciplina é conseguir administrar os desejos mais fúteis e a preguiça, a inércia, em favor de atitudes que vão, verdadeiramente, trazer o bem, os benefícios e as melhorias para nós mesmos.

A falta de disciplina é aquela responsável por empurrarmos um serviço pra frente, até que estejamos em cima do prazo de entrega e desesperados, porque não sabemos como resolver isso. A falta de disciplina coloca mais coisas pra dentro, coisas gostosas, porém tóxicas, mesmo sabendo que assim o corpinho não vai ficar bacana, nem por dentro e nem por dora. A falta de disciplina deixa a casa acumulando bagunça, mesmo que no final sejamos nós que vamos arrumar tudo aquilo e em proporções abissais. A falta de disciplina transforma pequenos medos ou inseguranças em resistências gigantescas e paralisa a vida de uma pessoa de uma forma assustadora! A falta de disciplina disfarçada de preguiça vai deixando nossa vida cada vez mais estagnada e cinza, até que o fantasma da depressão se aproxime.

Creio que vocês já perceberam todos os benefícios da disciplina e todos os males terríveis da falta de disciplina. Preciso ser mais clara?

O interessante é que em dia de Saturno, regente do sábado, toda esta disciplina está voltada não somente para os projetos e a vida profissional, mas também para tudo aquilo que exige responsabilidade, maturidade, autosuficiência, independência, autonomia. Ou seja, o 9 de Paus está clamando a nossa atenção em vários aspectos e minha experiência diz que não é bom deixá-lo falando sozinho...rs

Pois bem... Hoje também é aniversário do namorado. E quando vi o 9 de Paus por aqui pelo Via logo pensei: ui! rs Parece presente de grego, namorado, mas não é não... Acredite em mim! Aceite este presente exercite, absorva... Você vai ver que a disciplina é um ingrediente mágico e transformador em nossa vida. Se não fosse por ela, eu não estaria aqui onde estou... Inclusive, escrevendo as postagens do Via Tarot diariamente há nove anos. Sempre que falo de disciplina por aqui, estou, antes de tudo, falando sobre mim, contando minha história e tomando consciência do quanto já fiz e do quanto ainda preciso fazer. Mas longe de olhar tudo isso como sacrifício e tormenta, percebo que ter disciplina é a maior prova de amor por nós mesmos que podemos realizar nesta vida.

Feliz sábado para todos nós! Feliz sábado pro namorado, pessoa que merece muitos dias felizes!

A imagem veio daqui

Papo sério: abuso

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Algumas pessoas comentam que o mundo está perdido porque hoje acontecem coisas que antigamente não aconteciam. Isso não é verdade! Essas coisas sempre aconteceram, a diferença é que hoje elas são mais divulgadas. Eu estou me referindo aqui, especificamente, ao abuso.

Não vou me restringir ao abuso sexual ou abuso de crianças. Até porque o papo é bem pesado e profundo e ficaria difícil abordá-lo de forma ampla em um artigo. Eu quero falar da situação de abuso mais corriqueira que, sem dúvida, em muitos casos é resultado do abuso já ocorrido na infância.

O que é ser abusado? É ser tratado de uma forma que viola o seu desejo e livre arbítrio. É ser tratado sem o devido respeito. É não ter o seu "não", seja ele dito em palavras ou através de atitudes, respeitado. A violência é um passo depois do abuso. O abuso, normalmente, acontece de forma mais indireta e manipuladora.

Quando alguém sofre abuso na infância, carrega consigo uma culpa e uma dor. A dor é compreensível, mas a culpa... Por que será que a culpa sempre vem junto também? Pra mim, e não tenho embasamento acadêmico para dizer o que vou dizer, é apenas a minha opinião, resultante do meu trabalho como terapeuta, é porque o abuso tem sempre este gatilho de colocar a pessoa como provocadora. Enquanto a violência mostra, claramente, que existe um algoz e uma vítima, o abuso é bem mais sutil. E dependendo de quando ele acontece pela primeira vez, a pessoa pode nem ter a capacidade para compreender e a maturidade para perceber que ela não tem culpa do que está acontecendo.

Com o passar dos anos, mesmo que o que aconteceu no passado tenha sido plenamente resolvido e a dor não mais exista, muitas vezes, a culpa permanece, escondida nos porões do inconsciente. O resultado disso pode ser mais grave, como a repetição de abusos sofridos (assédios, bullying, maus tratos e até mesmo violência), ou mais sutil e quase imperceptível. Estou me referindo aqui a situações em que pessoas estão sempre cedendo, estão sempre permitindo que os outros invadam seu espaço, desmereçam as suas vontades e seus sentimentos, ridicularizem sua forma de pensar e agir, minimizem sua dor, desconsiderem sua opinião.

Isso acontece, muitas vezes, porque aquela culpa guardada faz com que a pessoa se sinta devedora, tenha medo de reagir ou acabe deixando tudo isso acontecer porque pensa que é a única forma de ela ser aceita ou pseudo-amada.

O processo de cura dessa situação passa, necessariamente, pela cura da criança interior. Temos aí uma criança sofrendo, querendo ser ouvida, amada, cuidada, apoiada e não será alguém fora da própria pessoa que poderá fazer isso, mas ela mesma. Existem algumas terapias que trabalham isso de forma muito boa, como o Ho'oponopono, sempre tão citado aqui. E para isso recomendo o livro do meu amigo querido Aldo Luiz... O link para baixar está AQUI

Um outro auxílio fundamental para superar esse tipo de situação é trabalhar a autoestima, o auto cuidado, o amor ao Ser Divino que habita em cada um de nós. Pode parecer estranho, mas quando alguém consegue perceber que atrai para a sua vida mesmo as situações mais dolorosas (claro que inconscientemente), ela também consegue perceber que consegue remover isso e passar a atrair coisas boas. Sim, somos responsáveis por tudo que acontece na nossa vida. E por isso mesmo temos o poder de fazer mudar tudo.

Mais uma prática que temos disponível é a Recapitulação, especialmente para as mulheres. E vocês podem saber mais sobre isso neste link AQUI Essa técnica faz descolar de nós certo tipo de sonda que suga nossa energia, ela pode ser usada para todo tipo de relacionamento, mas especial os relacionamentos afetivos e sexuais.

É fundamental que cada pessoa busque dentro de si a cura e que seja capaz de colocar limites das suas relações com outras pessoas. Somos seres espirituais e carregamos em nós a Centelha Divina, somos Deuses e Deusas na Terra e temos que olhar o outro desta forma e olhar para nós mesmos assim também. Desta maneira, seremos capazes de construir relacionamentos saudáveis e felizes.


O Hierofante

Bom dia! :-)

Se alguém pretende casar, creio que o Via Tarot esteja "dando uma força"! rs O Hierofante em sexta-feira de amorzinho sugere uma formalização de um relacionamento afetivo. É como se os sentimentos tivessem a necessidade de se manifestar em forma de compromisso, é como se fosse preciso deixar uma marca registrada no mundo, do tipo "este amor existiu e foi compartilhado por estas duas pessoas".

Interessante esta coisa de deixar marcas... O Hierofante sempre parece muito interessado em deixar um legado, fazer um registro, intercambiar informações, culturas, hábitos. Lembrem-se do velho conceito do Sumo Pontífice = O Papa = O Hierofante. A ponte suprema entre o mundo espiritual e o mundo material, a ligação entre dois mundos, duas pessoas, dois conceitos. E, sejamos honestos, para que uma ligação deste porte aconteça sem muita balbúrdia, é preciso que se tenha algumas regras, né? (só questão de lógica, gente!)

Pois bem, este é o lado mais careta do Hierofante: formatar, institucionalizar, tornar algo tradicional e que segue leis, regras e normas, ou ao menos costumes. Vejam que na imagem que escolhi, temos Buda e temos Cristo... Temos duas expressões (que foram mais ou menos,  institucionalizadas, no caso do Budismo, temos mais regras de boa convivência do que regras religiosas) de Deus. Não importa a religião de alguém e nem onde a pessoa mora, a não ser que esteja isolado do resto do mundo, sem comunicação, ela sabe quem foi Buda e quem Cristo. Pode não saber detalhes e nem seguir suas palavras, mas sabe que são referências de grupos religiosos/espirituais.

O Hierofante é assim... Ele quer fazer ligações e conexões. Ele também é uma carta que, em termos práticos, sempre costuma mostrar uma proteção espiritual que se manifesta no plano físico. Então, onde está o Hierofante, estamos protegidos. No caso, esta semana, nossa vida afetiva está com guarda-costas! rs

Vamos paroveitar para trabalhar tanto o conceito de proteção quanto o de conexão nesta sexta, que tal? Afinal de contas, um novo ciclo começa e começa bem neste tom, mais organizadinho, estruturadinho. Vamos aproveitar a carona! ;-)

Ótima sexta para todos nós!

A imagem veio daqui

Rainha de Ouros

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Olhem só quem veio nos visitar hoje! Este ciclo de transformação, anunciado pelo Arcano da Morte, veio de uma forma muito positiva. Particularmente, estou sentindo isso de maneira bem prática, concreta. Depois de um 9 de Copas (satisfação dos desejos) e de um 6 de Paus (vitória e conquistas), temos uma Rainha de Ouros mostrando o quanto podemos ser férteis, criativos e práticos .

Para falar um pouco desta Rainha, vou contar um episódio da série "coisas estranhas acontecem na minha vida"...rs

Ontem, logo que saí do trabalho na escola, comecei a sentir algo estranho, uma "sensação de coisa ruim" muito esquisita. Como precisei ir ao supermercado, acabei esquecendo disso e colocando meu foco nas coisas que precisava fazer. Ao chegar em casa, logo que tive uma chance, sentei na beirada da cama, de frente para a janela e fiz uma das coisas que mais amo! Durante alguns minutos, fiquei contemplando o visual: árvores do quintal, céu azul, sol se pondo, brisa fresca, pássaros se encaminhando para casa... e pensei "deuses! Como eu sou feliz! Que sensação de bem estar!" Imediatamente, me veio a lembrança: ué, mas eu não estava mal?

Pois é... Então temos duas possibilidades para analisar. Possibilidade 1: a sensação ruim não era minha, era de alguém ou algum lugar por onde passei e eu acabei captando e achando que vinha de mim. Possibilidade 2: eu realmente estava mal, mas ao focar em coisas práticas que precisam ser feitas e resolvidas, consegui transformar a energia (o que dá embasamento àquela história de ter um bom tanque de roupa suja pra lavar evita vários problemas...rs) Se alguém tiver mais alguma possibilidade em mente, fique à vontade para apresentar sua tese.

Pois bem... esta sensação de bem estar se prolongou por toda a madrugada e acordou comigo hoje. No entanto, posso perceber um certo incômodo, como se algo dentro de mim estivesse inconformado com este estado de alegria calma. Já fui relembrada que ando sentindo dores musculares, que eu "não tenho jeito mesmo" porque ainda não retornei para as atividades na academia, dentre outras coisas. Ou seja, tem uma mente do predador inconformada porque desde ontem, ao entardecer, eu estou me sentindo muito bem sem motivo algum (talvez o simples fato de estar viva...rs)

A Rainha de Ouros chega hoje por aqui para confirmar este processo de equilíbrio, harmonia, base. É como se a sua presença servisse para dar sustentação às energias que já se apresentaram com o 9 de Copas e o 6 de Paus. Então é hora de usar a criatividade... É hora de produzir... é hora de organizar... É hora de agir em seu favor e não contra você. Lembrando que a quinta é de Júpiter e isso quer dizer poder, autoridade, sorte e benefícios. Vamos aproveitar cada minuto! :-)

Ótima quinta-feira para todos nós!

A imagem veio daqui

6 de Paus

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

A manhã de hoje foi repleta de reflexões e isso atrasou ainda mais a postagem por aqui e o irônico foi que o horário da postagem também foi um dos temas da meditação. Sei que algumas pessoas estão com saudade do tempo em que eu, religiosamente, fazia a postagem sempre a meia-noite. Algumas coisas mudaram... Não consigo mais visualizar a postagem do blog de modo a capturar o seu link e programar a entrada a meia noite tanto no blog quanto no Facebook. Alguma coisa mudou e ainda não entendi o que foi e como driblar o problema. Isso quer dizer que para postar a meia noite eu preciso estar acordada fazendo postagem meia noite e publicá-la e às vezes eu necessito dormir mais cedo que isso... Outras vezes acontece o contrário, durmo muito tarde, mas não estou com foco para a postagem e procuro respeitar isso. Outras vezes, ainda, acho que o dia está mais longo e que coisas que expressam a energia do Arcano ainda estão acontecendo às onze da noite, outras vezes já é a energia do Arcano do dia seguinte que aparece às cinco da tarde. Em resumo, tem horas que eu sinto uma pontinha de inveja de quem trabalha com matemática, engenharia...rs Porque no meu setor tudo é tão, mas tão relativo...

Mas a reflexão não foi só por conta disso... Ontem, após assistir algumas entrevistas interessantes cujo tema central era o trio amor-sexo-relacionamento, comecei a fazer postagens no meu Facebook pessoal, com citações e algumas opiniões minhas. Claro, isso teve uma repercussão legal, porque todo mundo gosta de falar sobre esses temas. No entanto, hoje pela manhã rolou uma desavença com algumas amigas (amigas minhas que não são amigas entre si) em uma das publicações por conta do comentário de uma delas. Eu vou dizer uma coisa pra vocês... Na verdade, uma confissão que tenho a fazer...rs Gente, eu já fui meio encrequeira, viu? rsrs Estou falando isso porque hoje eu tive a noção exata de como eu agia antigamente e como eu ajo hoje. Se fosse antigamente, estaria eu lá batendo boca até agora e me atrasando para o trabalho! rs Hoje, eu olhei a conversa, entendi perfeitamente o ponto de vista de uma, apesar de achar que da forma com que ela escreveu pode ter havido uma falha de comunicação, e achei que a outra exagerou e foi provocativa sem necessidade. Em termos práticos, eu estou 100% com a primeira, até porque eu sei bem do que ela está falando (a conversa tinha a ver com consultas de tarot), mas entendo que às vezes a gente tem que ter um cuidado exagerado com o que fala ou escreve, porque as pessoas andam sensíveis demais em relação ao que ouvem e leem. O mundo anda stressado, agressivo, reativo, parece que as pessoas viraram nervos expostos ambulantes e isso anda dificultando demais a comunicação entre o ser humano.

Então, chegamos ao tema central de análise de quarta-feira: a comunicação.

Os meios de comunicação se expandiram, aumentaram o seu alcance, diversificaram a sua forma de funcionar, no entanto, eu tenho observado com tristeza que a comunicação ao invés de se tornar mais clara e objetiva, tem sido instrumento para uma guerra. É engraçado... Eu fiz faculdade de Comunicação, trabalhei por mais de 20 anos com comunicação e por isso me sinto à vontade de declarar o que eu vou declarar: as pessoas, de um modo geral, não sabem se comunicar direito. Estão em falta no mercado: ouvidos generosos, línguas doces, mentes claras, corações receptivos... É raro encontrar alguém querendo ouvir e entender o outro... A sensação que tenho é que tudo que é ouvido e lido está diante de um tribunal que julga crimes hediondos, cujos membros foram treinados a detectar qualquer pista de algo ameaçador para imediatamente recolher o réu para que seja, devidamente, punido.

Gente! É preciso resgatar a conversa... a troca de ideias... A troca de ideias livre!!! Sem que as pessoas troquem acusações e se odeiem (pelo menos a impressão que dá é que as pessoas estão odiando os que pensam diferente dela). Nossa... Saudade de um tempo em que as pessoam podiam dar opiniões sem serem rotuladas e acusadas. Claro que nesta época as conversas aconteciam num barzinho, na varanda de casa, na praia.. e hoje em dia elas acontecem no Facebook, no twitter e são abertas a um público muito maior. Talvez esteja faltando mais privacidade neste mundo. Talvez tenha chegado a hora de "calar os dedinhos" e opiniar menos sobre as coisas no mundo virtual. Não sei... As pessoas andam estranhas... Agressivamente estranhas...

Eu espero que este 6 de Paus, carta que fala sempre de vitória, conquistas e sucesso tenha chegado por aqui nesta quarta-feira de Mercúrio para me responder: "não tema! A boa comunicação sairá vitoriosa desta guerra!" Eu espero, sinceramente, que sim! Enquanto isso, vamos aproveitar o dia para colher os louros de situações que foram verdadeiros desafios, mas que, como fizemos a nossa parte, agora podemos aproveitar os méritos conquistados.

Ótima quarta para todos nós!

A imagem veio daqui

9 de Copas

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Olha a lindeza do feriado, meu povo!!! E o mais interessante é que ontem iniciamos um novo ciclo caracterizado pela transformação e o primeiro passo neste ciclo vem repleto de prazer! Gratidão!

O 9 de Copas é a carta da satisfação dos desejos, dos prazeres e alegrias que a vida pode nos proporcionar. Confesso que com a chuva e o frio dos últimos dias meu maior prazer tem sido ficar em casa, de preferência vendo filmes, debaixo das cobertas...rs Mas quem sabe surge algo novo pelo caminho? Como eu tenho um chá marcado com uma amiga, creio que já sei de onde virá este bem estar, este momento divertido.

Uma coisa que sempre gosto de lembrar sobre o 9 de Copas é que ele, ao contrário do 9 de Ouros, não traz boas coisas como resultado de um trabalho ou de algo que exigiu o seu esforço. Ele não vem como resultado de algo que se fez, mas como resultado de quem se é. É algo mais sutil e tem a ver com a expressão de quem se é e a energia que se está vibrando.

Em uma terça-feira, regida por Marte, quando analisamos as atitudes, decisões e possíveis embates, vejo o 9 de Copas como decisões pessoais que vão abrir oportunidades de vivenciar momentos muito positivos. Muitas vezes, a pessoa não percebe mas decidiu inconscientemente não se abrir às oportunidades de ser feliz. Parece loucura, mas na prática acontece. As razões podem ser várias: achar que não merece ser feliz, achar que não tem sorte o suficiente para conquistar algo, achar que "é muito bom pra ser verdade". Ou seja, a pessoa cultiva memórias negativas ao invés de se livrar delas.

Adivinhem o que eu recomendo? Ho'oponopono, claro! Assim vamos limpando as memórias negativas e nos permitindo vivenciar situações novas leves e felizes. Bem melhor, né?

Que a terça-feira seja prazerosa!

A imagem veio daqui


A Morte

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Novamente a segunda-feira vem com este tom de mudança, transformação, fins e recomeços. A semana passada foi muito interessante por aqui em relação a processos espirituais transformadores, creio que vamos pelo mesmo ritmo nesta semana.

Uma pergunta que sempre me faço é: o que vem primeiro? A mudança se anuncia e nós começamos a executá-la na prática, como ressonância? Ou nós iniciamos o processo de transformação e, então, as coisas começam a mudar em volta?

"Não sei... Só sei que foi assim..." rs

Por aqui a chuva continua caindo se sinal de cansaço. Constante, forte, porém sem muito barulho. Somente aquela canção que é boa para dormir, fazer refletir, mergulhar na introspecção. Aquela chuva que deixa mais que o céu cinza. Antigamente, ficava meio deprê em períodos assim. Hoje em dia, só levemente melancólica, mas aproveito o clima para fazer coisas que eu acho que combinam: ver filmes, beber chá, fazer arrumações em armários. Abrir o que ficou fechado durante muito tempo... Ventilar guardados das caixas (e da alma)... Deixar que a água metafórica lave e leve tudo que não faz mais sentido.

A regência lunar da segunda-feira, que traz a magia e a espiritualidade para o nosso foco, avisa: é tempo de profundas transformações em nosso campo de energia, é tempo de faxinar nossos guardados emocionais e despertar o que ainda está inconsciente, é tempo de lembrar que fazer magia é transformar.

Vamos seguir os bons conselhos!

Ótima segunda para todos nós!

A imagem veio daqui

3 de Paus

domingo, 13 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Por aqui, o dia amanheceu cinza e com chuva. Deste jeito, a grande oportunidade do 3 de Paus me parece ser passar boa parte do dia debaixo das cobertas vendo filme...rs Brincadeiras à parte, vamos tentar desvendar o recado que o tarot nos traz.

Ontem, gravei em vídeo parte da palestra e em áudio a palestra toda. A ideia é editar isto tudo e transformar na primeira parte de um curso online de fitocosmética. O 2 de Copas se expressou através de parcerias harmônicas tanto da execução da palestra quanto na elaboração do curso. Aguardem novidades!

Quando olho para o 3 de Paus, penso que as melhores oportunidades surgem de forma (quase) inesperadas. O "quase" se explica da seguinte maneira: tudo que fazemos ou enviamos para o mundo, seja concretamente, seja através de ideias, costuma ter um retorno. Muitas vezes, fazemos isso de forma inconsciente, outras vezes fazemos isso esperando determinada coisa, mas na prática acontece outra. O fator surpresa entra aí. Mas se analisarmos todo o processo, de maneira mais ampla, vamos descobrir que estas oportunidades costumam ser uma resposta a algo que já fizemos, pensamos e vibramos.

Então, levando-se em conta que o regente solar do domingo nos aponta um caminho de autoconhecimento e trabalho interior, a pergunta que não quer calar é: o que eu pensei, senti, fiz ou vibrei que pode trazer algum resultado em termos de oportunidade? O que vai se abrir, se mostrar, despontar no horizonte (além de chuva...rs) como uma possibilidade positiva de realização?

Eu, aqui, vou iniciar minha tradicional arrumação de final de ano, quando dou uma geral em armários, caixas, guardados... Jogo coisas fora, conserto ou mando consertar, leio escritos, relembro projetos que não foram pra frente e avalio se ainda são válidos, limpo, dou brilho... É uma preparação para o novo ano que se aproxima. Um exercício para limpar as antigas energias, tirar o peso do que não me serve mais e assim iniciar um novo ano mais leve, com novos projetos e ideias. Recomendo a prática! Além da casa ficar com uma energia renovada e ficar mais concretamente limpa e arrumada, também é um movimento mágico para atrair tudo de novo e positivo que fizemos por merecer.

Ótimo domingo para todos nós!

A imagem veio daqui

2 de Copas

sábado, 12 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

O primeiro passinho neste novo ciclo de Imperador vem com toda a amorosidade e harmonia do 2 de Copas. Esta carta, gosto de lembrar sempre, não se resume ao amorzinho, ao romance, apesar de ser o aspecto que todos preferem ver...rs

O 2 de Copas é uma carta que possui energia harmonizadora e esta energia pode ser preciosa em qualquer setor da vida, não somente no aspecto afetivo. Em termos profissionais, inclusive, ela pode indicar parcerias benéficas no desenvolvimento de negócios e projetos. Como estamos em um sábado, dia da semana regido por Saturno, o "cara" das responsabilidades e do trabalho, isso pode ser um sinal significativo, algo para se refletir.

Por aqui, este 2 de Copas vem bem a calhar! Hoje, vou fazer uma palestra falando sobre os perfumes botânicos e todos os benefícios que os aromas podem trazer para nossa saúde física, mental, emocional e espiritual. Ou seja, além do tema ter um foco muito claro na harmonia, no equilíbrio, a interação com as pessoas será a chave para uma boa palestra. Então, já me sinto premiada!

As dicas para o sábado envolvem conversas, aproximação, contatos mais carinhosos, busca de pacificação em relacionamentos que andam meio em desordem. O movimento de tentar se colocar no lugar do outro é sempre recomendável. Somente sob uma perspectiva fora do nosso próprio umbigo somos capazes de abrir a mente o suficiente para compreender as atitudes dos outros. E essse exercício é sempre recomendável!

Aproveitem o sábado para namorar também, claro! O amor, em seus mais variados aspectos, é sempre bem vindo! Estar receptivos aos sinais amorosos que o universo enviar também faz parte do pacote! ;-)

Ótimo sábado para todos nós!

A imagem veio daqui

O Imperador

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Sexta-feira linda, Imperador alquímico a postos para trazer para nosso mundo individual (quem sabe também coletivo) a capacidade de concretizar e, principalmente, organizar e administrar a realidade.

O Imperador é forte, determinado, prático. Ele usa toda a sua energia para construir e estabilizar as coisas. Sua liderança acontece de forma natural e acaba se somando a sua sua natural mania de cuidar dos outros, da situação, do mundo. Alguns olham pra ele e enxergam um sujeito mandão, mas é bom entender sua forma de pensar: para que eu possa proteger, preciso ter controle.

É claro que existem vários tipos de Imperador, do mais tranquilo e generoso ao mais autoritário e cruel. Mas uma coisa que não muda é a sua mania de dividir o mundo entre o que é meu e o que não é meu. Algo como traçar um limite no chão de terra e, então, o Imperador coloca seus olhos e sua dedição somente no que está dentro e não no que está fora.

Eu sempre gostei do Imperador e costumo brincar, dizendo que talvez isso seja resultado do um bom relacionamento com o pai e com a referência de autoridade masculina. Os homens nunca me assustaram, intimidaram... Minha relação com o masculino, com a energia masculina, sempre foi muito tranquila, às vezes até mais tranquila do que minha relação com o feminino...rs

Hoje, temos nosso Imperador fazendo visita em um dia de regência venusiana e isso acaba tendo um tom interessante de "fazer a corte", cortejar. Algo me diz que este homem cheio de poder e autoridade pode sucumbir aos encantos femininos de Afrodite...rs Uma interpretação mais literal mostra o amor e as relações entrando em um território mais concreto, material, físico. Vejo uma aproximação significativa de compromissos firmados, de "provas (concretas) de amor", de um movimento prático em relação aos seus próprio sentimentos. Afinal de contas, as coisas parecem funcionar, ao mesmo tempo, amorosamente e organizadamente.

Aproveitemos pois... ;-)

A imagem veio daqui

Ás de Espadas

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Tenho notado uma coisa interessante. Lá fora parece que o mundo vai cair! Uma sequência de fatos políticos, econômicos, sociais bombásticos, tendo como coroação a eleição do Trump. Mas por aqui, no Via, os Arcanos chegam a entediar! rs O ciclo é de Morte, ou seja, transformações profundas! Mas veja a forma através da qual tais transformações prometem acontecer: 6 de Espadas... 4 de Copas... Agora até temos um Ás de Espadas, que parece ter a intenção de dar uma mexida, mas mesmo ele não me parece "causar" tanto assim...rs

Não sei se sou só eu... Vai ver que sou! rs Fui dormir relativamente cedo, acordei relativamente tarde e tudo que penso é em voltar pra cama, sofrendo pelo fato de só conseguir atingir meu objetivo de noite, depois de um dia inteiro de trabalho na escola, trabalho em casa, gravação de consulta. Olho para a cama com aquele olhar típico dos adolescentes apaixonados, que não suportam a distância nem que seja por pouco tempo. Quero voltar e quero logo! O amor é infinito, minha caminha querida!

Pois bem, eu não diria que este é um comportamento típico de um Ás de Espadas, principalmente em uma quinta-feira regida pelo Grande Benéfico. O Ás de Espadas é a carta do He-Man, como costumo dizer. Sempre que olho para este Arcano, lembro do gritinho "eeeeeu teeeenho a foooorça!" E é bem por aí! Existe nesta carta uma capacidade de assumir e direcionar o poder de forma inequívoca! Quando ela aparece, temos a chance de também utilizar nossa palavra com poder. 

Vamos nos lembrar que Júpiter, regente da quinta-feira, costuma trazer sorte, boas oportunidades e a possibilidade de perceber em si mesmo o poder. Que tal deixar a modéstia de lado e assumir suas potencialidades, talentos, dons? Eu acho uma excelente ideia! E se junto com isso eu puder também parar de bocejar e bater cabeça na frente do computador, agradeço muito! rs

Ótima quinta pra todos nós!

A imagem veio daqui

4 de Copas

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Como eu disse, logo no começo da semana, vamos assim... Passo a passo, dia a dia, ajeitando as coisas. O ciclo é de transformação profunda (Morte em dia de Lua), mas o desenrolar deste ciclo tem esta tônica... o feijão com arroz, o que é básico. Ontem, um básico mais para o racional, com o 6 de Espadas. Hoje, um básico mais para o emocional, com o 4 de Copas.

Eu sempre venho em defesa do 4 de Copas, uma carta que costuma ser tão criticada. Gosto sempre de lembrar que não vivemos de festa. O 3 de Copas é a festa! E quem vive em eterna festa, costuma dormir pouco, comer muito, deixar os efeitos do álcool fazerem efeito, falar demais, ficar exausto e sem foco, concentração. Festa é algo muito legal! Mas vez por outra... Acreditem... Niguém gostaria de viver dentro de uma festa todo santo dia.

Então, o 4 de Copas é o day after da festa. Dependendo de como se agiu na festa, serão os efeitos do dia seguinte. Muita ressaca ou pouca ressaca...rs Como eu sei muito bem quais são os meus limites, meu 4 de Copas é sempre deboas, nem precisa de analgésico e anti ácido...rsrs

A presença de um 4 de Copas em uma quarta-feira de Mercúrio nos faz pensar sobre o que e como estamos falando, nos expressando. O 4 de Copas tem muito a ver com a reflexão, o retiro para analisar questões emocionais ou analisar questões sob o enfoque emocional.  Esta carta coloca na mira da nossa percepção o que realmente somos, o que realmente queremos, do que realmente gostamos. Parece simples, mas não é. Raramos temos consciência em relação a essas três respostas.

Que possamos aproveitar a quarta-feira para tais reflexões, sempre tão importantes na nossa vida.

Ótima quarta para todos nós!

A imagem veio daqui

6 de Espadas

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Existe uma incrível coerência entre o surgimento de uma carta da Morte seguida pelo 6 de Espadas. Mas vamos aprofundar isso mais um pouquinho porque este não é um ciclo simples, mas um ciclo composto.

Vamos lá... Estamos em um ciclo Força-Morte, que me faz pensar bastante sobre o despertar dos poderes interiores para que haja a transformação ou a transformação sendo exatamente aquilo que vai gerar ou manifestar o poder. O poder da Força - vale lembrar - é sempre um poder pontencial, algo que ainda não veio à tona pois aguarda que haja um equilíbrio interior, somente assim este poder é capaz de se materializar.

E o 6 de Espadas fala de um processo, uma passagem, em que temos a transição acontecendo. Já não estamos mais na margem do rio de onde saímos e ainda não chegamos na outra margem. Não ter mais o passado e ainda não ter o futuro pode ser um pouco assustador, mas não há razão para isso! Basta manter a calma e usar todos os talentos racionais e lógicos do elemento Ar, que o caminho está aberto, fluindo.

Isto é outro fato interessante: várias cartas do tarot mostram uma mescla de elementos interagindo. No 6 de Espadas, apesar de estarmos no elemento Ar (Espadas) estamos rodeados de Água por todos os lados (Copas) e em busca de alcançar, novamente, a Terra (Ouros). Talvez, a melhor tradução disso seja: minha mente racional está cercada de emoções, e por causa disso talvez surjam alguns medos e inseguranças. Meu objetivo é alcançar a segurança, a estabilidade, é isso que estou buscando. 

Como hoje é terça-feira, temos como pano de fundo a energia batalhadora e cheia de decisão de Marte. A energia do dia e a energia da carta não combinam muito e por isso toda a calma se faz necessária. Creio que a melhor opção seja fazer a transição do 6 de Espadas tendo a firmeza de Marte, a certeza e a confiança de que chegaremos a outra margem de forma tranquila e, mais que isso, sabendo que a outra margem é o melhor lugar para chegar.

Transição, flexibilidade, firmeza de propósitos... Tudo isso se mesclando e fazendo o dia mais e mais interessante. Sigam-me os bons! ;-)

Ótima terça para todos nós!

A imagem veio daqui

A Morte

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

Mais um Arcano Maior? Vocês podem estar aí pensando... Sim, mais um! Porque estes são dias em que as coisas que surgem são grandiosas, profundas e transformadoras. Especialmente hoje temos esta energia do Arcano 13, que fala de morte, transformação, transmutação, encerramento de um ciclo, fase, processo, para que outro possa começar.

Feliz tranformação!  Acho mesmo que hoje é dia de encerrar certas coisas, algumas que se arrastam há tempos, outras que começaram há pouco tempo, outras que começaram ontem. Chega, né? Já deu! rs

Costumo dizer que o ser humano tem muita dificuldade em lidar com o tempo certo das coisas. É fato! Somos especialistas em atrasos, ou chegamos/queremos cedo demais, deixamos rolar situações em que deveríamos ter dado um basta ou interrompemos processos antes de sua conclusão. O ser humano precisa fazer as pazes com o tempo.

A Morte fala da capacidade de saber deixar ir... Fala das transformações necessárias, dos términos e encerramentos, da necessidade de falar, ouvir ou agir de acordo com o "não", o "chega",  o "não quero mais". A única coisa que não muda nesta vida é a imutabilidade. Estamos aqui para nos transformar constantemente e essa é uma lição que devemos aprender cedo.

Como, além de tudo, segunda-feira é regida pela Lua, temos ainda esta característica de mutação, de fases, ainda mais reforçada. Hoje é dia de fazer uma conexão espiritual muito especial em busca de auxílio para transmutar questões interiores. Hoje também é dia usar os conhecimentos mágicos para colocar os pingos nos is. Se tem algo que ficou pendente ou está causando desarmonia, "bora" arrumar logo isso!

Aconselho fazer isso logo na segunda-feira, pois temos uma sequência de Arcanos Menores bem tranquila até sexta, quando acontece uma nova virada de ciclo. Nada melhor do que já realizar uma faxina em plena segundona, garantindo que o caminho estará limpinho para seguir em frente.

Que o dia seja transformador!

A imagem veio daqui