O Diabo

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

O que pode parecer mais coerente e perfeito do que sair a carta do Diabo no dia da celebração de Beltane? Sinal de que as energias que influenciarão nosso dia estão associadas aos conceitos antigos deste Arcano, ou seja, não estamos falando do diabo cristão, definitivamente! Estamos falando do diabo pagão: Pan, Cernunos ou seja já o nome que prefiram dar.

Uma das minhas frases preferidas encontradas nas leituras de ocultismo vem de Eliphas Levi: "o diabo é sempre o deus de refugo". Em tradução livre: a formação de uma nova religião costuma estar baseada em demonizar o deus que era cultuado anteriormente e apresentar um novo deus baseado em seus novos conceitos de certo e errado.

Sejamos práticos... O Deus Criador de Todas As Coisas é um ser que não temos a menor condição de tentar definir ou entender. É mais ou menos como uma ameba tentar entender o ser humano. Então precisamos lidar com todas as criações conceituais de Deus que existem nas diversas religiões. Eu prefiro acreditar que nesta escala evolutiva ainda temos tanto a aprender que o que normalmente chamamos de Deus é somente um ser mais evoluído que nós (beeeem mais). Mas, sinceramente, pra mim, não importa se é isso mesmo ou não. Prefiro entrar no território do "eu sinto" e eu sinto que o Amor é a Vida, a celebração e a emanação constante de Amor é a forma de estarmos mais próximos da Divindade.

Para os povos do campo, os antigos que cultuavam a Divindade na forma de deus e deusa, havia uma ligação profunda entre o Casal Divino e a fertilidade. A união entre o masculino e o feminino era capaz de criar vida, de criar campos férteis, de trazer a boa colheita, de abençoar bebês saudáveis e o parto de suas mães, de trazer saúde, transformação, transmutação do próprio ser, do clima, da Natureza. Era uma forma de olhar a Divindade bem diferente da que temos atualmente, cheia de regras e normas restritivas, o Deus da maior parte das religiões da atualidade mais parece um general da guerra do que um Deus generoso que é puro amor.

Enfim... Em dia de regência lunar e de fogueiras de Beltane, a presença do Diabo por aqui vem falar de fertilidade, amor, união, gratidão, prosperidade. Vamos vibrar estas energias boas! Vamos agradecer o processo que trilhamos até agora e pedir que nosso caminho continue a ser abençoado. 

Que assim seja e assim se faça!

Ótima segunda para todos nós!

A imagem veio de algum lugar do meu arquivo pessoal.

Príncipe de Copas

domingo, 30 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Este mocinho não passeou muito pelo Via Tarot este ano. Já estamos concluindo outubro e esta é a terceira vez que ele dá as caras. Talvez, este não tenha sido, exatamente, um ano romântico. Creio que não... Particularmente, posso dizer que meu ano passado foi bem mais! E também mais cheio de novidades, celebrações... Este ano vem se mostrando até agora muito bom no aspecto profissional, mas a estabilidade e a praticidade caminham junto com a rotina, a mesmice e a zona de conforto. Não que eu (e meus três planetinhas em Virgem...rs) não ache isso ótimo, confortável, tranquilo e favorável... Mas a vida fica sem brilho, né? Fica aquela coisa meio morna e altamente previsível.

O Príncipe de Copas não representa somente o romance... Ele também fala das paixões que estimulam o ser humano a ir em frente, os desafios, as atrações que estão além do desejo carnal... estamos falando aqui da irrestível atração pelo desconhecido, pelo novo, por tudo aquilo que não faça parte da nossa rotina.

Vamos lá... Para explicar o todo, vamos dar um exemplo específico da vida amorosa...

O romantismo histórico, cultural, literário mostra sempre os amores impossíveis, os amores interrompidos pela morte, por um compromisso, pela rivalidade entre as famílias dos enamorados, distâncias físicas, econômicas, políticas, de castas... Estamos sempre falando de um ideal almejado e não daquilo que existe na prática. Eu sempre brinquei muito, falando que o amor de Romeu e Julieta não viraria história se eles tivessem se casado e vivido juntos por muitos anos... Seriam somente mais um casal neste mundo que começa a confundir o outro com os móveis da casa, ou se acostuma com a sua presença, ou acredita que o outro é seu, como um objeto, o sentimento de posse absoluto. O encanto terminaria.

Um casamento não é, necessariamente, uma coisa ruim. Mas também não é, necessariamente, uma coisa boa. Aliás, qualquer relação é aquilo que fazemos dela. Mas existe algo inquestionável: o desejo e a intensidade sempre crescem com o desafio e a distância. Então, é uma questão de opção... Para os que preferem a segurança da eterna rotina, eternos encontros, sentimentos sempre do mesmo jeito, atitudes idem, o casamento, bem como os namoros quase casamento, são ideais. Mas por favor não reclamem que tudo está morno, que o outro está sempre cansado e com sono. Sim, trata-se de uma relação segura, dificilmente haverá traição, até porque as pessoas envolvidas costumam estar tão acomodadas e desinteressantes que ninguém vai querer...rsrs Agora, se você quer uma relação mais intensa, profunda, se você quer viver experiências únicas e inesquecíveis, uma certa distância faz bem... Um certo mistério também... Os encontros especiais, para fazer algo especial ou porque se está em energia especial serão sempre a melhor opção.

Existe algo estranho no ser humano... Quando ele encontra algo que gosta, quer manter aquilo eternamente, em suspenso, como se o tempo parasse. É uma vontade de congelar momentos. Isso pode parecer muito bonito, mas na prática resulta em aprisionar sensações ou querer repeti-las sem parar, até que possa consumi-las até a última gota. E isso desgasta e frusta, normalmente. Porque o tempo não para, as sensações mudam de acordo com o dia e as fases, e não somos as mesmas pessoas para sempre. O Príncipe de Copas representa exatamente esta mudança de emoções e sentimentos, com um eterno despertar, uma descoberta nova a cada experiência. Isso exige idas e vindas, exige olhar o outro e a relação sob novos ângulos... E quando isso acontece, junto com uma certa insegurança de não saber o que vem depois, temos os momentos mágicos, temos o encontro sem a posse e a certeza absoluta de quando ele acontecerá novamente. Isso é um estímulo mágico para as relações!

Para compreender melhor o que estou dizendo, basta pensar naquela atividade profissional que sempre sonhamos, mas que quando vira nosso modo de sustento traz stress... Pensar nos encontros com amigos e como tudo fica pesado quando vira obrigação social. Lembrar das coisas que desejamos tanto ter, mas quando as conquistamos acabam ficando em um canto qualquer de uma gaveta.

O Príncipe de Copas aparece em um domingo de regência solar para nos dizer que não existe nada bom ou ruim por si só... Tudo depende desta pergunta que devemos nos fazer: como eu quero viver a minha vida? Com segurança absoluta, no mesmo lugar, fazendo as mesmas coisas, mantendo as relações dentro de uma gaiola de ouro ou... vivendo cada minuto como se fosse único, sentindo tudo de maneira especial, com leveza e prazer, colocando a curiosidade para funcionar e descobrindo coisas novas a cada momento? Quando colocamos tudo isso voltado, especialmente, para a vida afetiva com certeza não precisamos de alguma superprodução, viagens para lugares paradisíacos ou troca constante de parceiros. Basta ter em mente duas coisas: 1) eu não pertenço a ninguém e ninguém me pertence, sou capaz de ser feliz estando só 2) cada encontro deve ser único, deve ter algo de especial e surpreendente, ao invés do famoso encontro só para ficar junto. É fácil? Não... ainda mais com a vida corrida e quantidade de trabalho que se tem a fazer. Mas, ao menos, que a nossa rotina e a nossa necessidade de segurança fique restrita ao trabalho. E que os sentimentos tenham lugar solitário e privativo para crescerem e se revelarem, para que possam se manifestar no encontro.

Que o domingo seja apaixonante! Porque estar vivo é manter o amor vibrando incessantemente.

A imagem veio daqui

7 de Ouros

sábado, 29 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Talvez esta seja uma das melhores imagens de 7 de Ouros que eu já vi. Sim, uma mulher grávida para representar o bom fruto que virá, mas que terá seu processo de gestação e seu tempo certo de se manifestar. Perfeito!

É bom lembrar que este é o primeiro passo dentro deste master-ciclo de Julgamento-Enamorados-Mundo-Mago. Temos uma mistura louca de revelações que levam à tomada de decisão fazendo com que a gente rompa limites auto impostos e consiga concretizar tudo aquilo que precisa vir ao mundo da matéria. Este processo de materialização, ao que tudo indica, deve obedecer seus próprios critérios de manifestação. Nem antes, nem depois... Mas no tempo certo. E é por isso que o 7 de Ouros está por aqui hoje.

Particularmente, acredito que tenham outras coisas acontecendo nos subterrâneos, porque um ciclo com quatro Arcanos Maiores certamente envolve um nível de profundidade significativo, mas tudo que aconteceu na superfície da consciência nos útlimos dias, por aqui, corresponde bem a esta descrição.

Bom lembrar também que o 7 de Ouros aparece em um sábado, dia com regência de Saturno, um planeta lento, que traz aquela energia séria, introspectiva, responsável. Então, além do processo de maturação natural do 7 de Ouros, temos outras pistas que nos mostram um período em que a paciência e o foco são fundamentais.

Nem adianta ter pressa! A ansiedade precisa ser cuidada. Eu diria que hoje é muito mais um dia contemplativo do que um dia de ação. A não ser que essa ação seja cuidar da terra e das plantas do seu quintal (coisa que euzinha vou fazer..rs), No mais é ter a consciência de que o que tinha que ser feito já foi feito e agora é só esperar nascer! :-)

Que o sábado seja fértil e florido!

A imagem veio daqui

O Mago

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Hoje é a última sexta-feira (sob regência de Vênus) antes da celebração de Beltane e para mim tem um grande significado. Para quem não sabe, Beltane é o dia em que os povos antigos, que celebravam a divindade na forma de deus e deusa, faziam o seu ritual de fertilidade. Estes povos do campo precisavam das bênçãos para as suas plantações, pois delas dependia a sua existência. Mas Beltane não era somente uma festa da boa colheita, era o momento em que eles entravam em contato com o aspecto mais sagrado da relação entre o masculino e o feminino. 

A cultura moderna pode olhar para este evento como uma manifestação primitiva e sem os requintes da tecnologia e das regras sociais, mas já faz tempo que eu questiono essa tecnologia e essas regras, portanto, para mim toda a crítica se resume em: falta de consciência da sua própria humanidade, do contato com a natureza e do contato com o Divino.

Se acreditarmos que somos criação de um ser divino e se nós também somos capazes de gerar vida, nada mais coerente que imaginar que se para gerar um ser humano foi necessária a união entre um homem e uma mulher, para gerar os seres humanos é preciso um aspecto masculino e um aspecto feminino da divindade. Faz sentido? Para mim, faz...rs

Beltane celebra esta união, seja em termos energéticos, seja em termos físicos e concretos, através do "casamento sagrado", "união mística" ou seja lá qual o nome que prefiram dar. Quando um homem e uma mulher se unem através dos seus corpos, seu coração, sua mente e sua energia, temos aí a maior de todas as magias, quem estudou alquimia algum dia sabe bem do que estou falando.

Como ainda não tenho ideia da carta que sairá no dia 31, dia de Beltane, já me adiantei entrando na energia da festividade. De hoje até segunda-feira vou limpar meus altares, acender minhas velas, queimar meus incensos e vibrar todo o amor e gratidão que for capaz. Porque a vida é uma manifestação divina, o amor é o alimento e a poção capaz das maiores transmutações e curas e a união sexual a expressão viva e sagrada de tudo isso (pelos menos pra mim sempre foi).

Mas e o Mago na sexta-feira, Cláudia?

O Mago é o cara que faz as coisas acontecerem, o cidadão que, através de seus conhecimentos, é capaz de trazer o que está no mundo sutil para o mundo concreto. E como a regência planetária do dia é venusiana, acredito que a mensagem é: a melhor forma de manifestar e concretizar algo neste mundo é através do amor. O amor é o maior de todos os poderes, não é à toa que muitos dizem por aí "Deus é Amor". O "meu Deus" pelo menos é... Aliás, os meus deuses! O Deus Pai e a Deusa Mãe. E eles criam através do Amor. Um dia, tenho fé, todos nós conseguiremos compreender de forma mais clara toda esta engrenagem divina. Por enquanto procuremos Amar com A maiúsculo e isso já é uma grande coisa.

Que a sexta-feira seja de materializações amorosas!

A imagem veio daqui

O Mundo

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Continuamos a nossa sequência de Arcanos Maiores, agora com a presença do Mundo, que sempre vem expandir ou ampliar horizontes e possibilidades. Ao fazer uma leitura literal da sequência destes três dias teríamos algo como: com o surgimento de novas revelações, será preciso um processo de amadurecimento profundo e uma capacidade de tomar decisões, com isso as opções e possibilidades se ampliam, podem trazer resultados inesperados, muito melhores do que os imaginados.

Sim, a carta do Mundo costuma surpreender em função das suas "jupterianices"...rs Os exageros, o tudo muito, esta coisa de ir "explorar novos mundos... para pesquisar novas vidas... novas civilizações... audaciosamente indo onde nenhum homem jamais esteve" tudo isso é a cara do Arcano 21!

Não, exatamente, por coincidência a regência planetária da quinta-feira é de Júpiter e hoje vamos falar sobre poder, sorte e transcendência. Acho que, só pra começo de conversa, devemos ficar atentos aos exageros, é um cuidado que expressa inteligência.

Mas vamos falar da imensa gama de possibilidades que surgem quando a carta do Mundo aparece...

Eu não pensaria duas vezes em arriscar um pouquinho além do costumeiro no dia de hoje. A impressão que tenho é de portais abertos, permitindo que as coisas se materializem, revelem (lembrem-se que este é um big ciclo composto por três Arcanos Maiores, até agora). Uma outra coisa que a interpretação mais tradicionais das cartas não dispensaria é: preste atenção em tudo que é estrangeiro, importado, vem de longe, grandioso (seja de significado ou tamanho), isso pode ser um sinal e um caminho.

Que a quinta-feira traga exageros de felicidade!

A imagem veio daqui

Os Enamorados

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Este foi um ano, até agora, de poucas dúvidas (será?). A carta dos Enamorados está aparecendo aqui pela terceira vez, levando-se em conta que já tivemos por aqui o Carro, a Imperatriz e o Sol nove vezes cada um e a Justiça dez vezes, eu diria que tivemos bem mais de correria, frutificação, esclarecimentos e resoluções de pendências.

Aliás, nesta olhadinha rápida que dei por aqui, percebi que até agora tivemos poucos Arcanos Maiores aparecendo, em relação à média habitual. Amanhã vou fazer uma estatística mais precisa em relação a isso. Tenho a impressão também, em relação aos Arcanos Menores, de muita repetição e alguns que nem deram as caras uma só vez. Isso é sempre curioso quando analisamos as energias mais presentes do ano de um modo geral. Claro, ainda estamos em outubro, algumas coisas ainda podem mudar em relação ao fechamento de 2016.

Falando em fechamento do ano, já postei na página do Facebook a divulgação do Mapeamento 2017. Vou iniciar o agendamento a partir do começo de novembro e como preciso conciliar esta consulta especial com as consultas convencionais é bom me organizar. Interessados, por favor, entrar em contato pelo email consulta@viatarot.com.br

Mas vamos lá, falar deste poético Arcano Maior...

O Arcano 6 é uma carta que possui um forte conteúdo emocional, ninguém duvida, e que também fala sobre a importância de se tomar decisões sábias, mas cada dia de uma forma mais profunda tenho visto esta carta sob o aspecto do amadurecimento. 

Gosto de lembrar sempre que, ao contrário do que possa parecer, as imagens mais tradicionais, que mostram um homem cercado por duas mulheres, não estão falando de um triângulo amoroso, mas de um homem, sua mulher e sua mãe... Ou, explicando de forma mais clara: um homem seu presente/futuro e seu passado.

Mas vamos por partes!

Em um aspecto, vemos este jovem ainda meio que dividido entre a sua esposa e a sua mãe, ou a sua própria família e a sua família de origem. Ele precisa amadurecer emocionalmente para compreender e assumir suas novas responsabilidades. Mas, além disso, podemos enxergar tudo isso de forma mais simbólica: a mãe é o passado e suas memórias, condicionamentos, características que ele já trouxe para esta vida, limitações auto impostas ou resultantes de influências ocorridas durante o seu processo de desenvolvimento, de criança até virar adulto. A mulher é não só o momento presente como todas as inúmeras possibilidades futuras que ele pode desenvolver, a mulher também é toda a gama de novos conhecimentos, coisas em relação as quais ele não tem familiaridade, mas que ele vai descobrindo aos poucos. A mãe reforça o ego já construído, a mulher questiona quem ele é "de verdade", em essência, apresentando uma nova visão do mundo e de si mesmo.

Ok, não briguem comigo e nem pensem que estou colocando a mãe como vilã e a esposa como mocinha. Um dia eu também serei a mãe de um rapaz que vai se casar...rsrs O que estou colocando aqui é apenas simbólico, um processo de crescimento e amadurecimento natural quando saímos da casa dos nossos pais e arrumamos a nossa própria casa... quando deixamos de ser filhos, para sermos pais...

A carta dos Enamorados chega nesta quarta-feira de Mercúrio, quando o foco da nossa análise é a comunicação, para chamar nossa atenção em relação ao tipo de maturidade emocional que estamos expressando através da nossa comunicação. É fundamental compreender que enquanto estamos cercados pelos familiares estamos lidando com um mundo conhecido. Tudo em nossa casa é muito natural porque assim fomos ensinados agir, sentir, pensar. Quando nos lançamos no mundo e em outras relações, adentramos espaço desconhecidos e, por vezes, estranhos quando comparados aos condicionamentos adquiridos em família. Tomar decisões sábias inclui também a capacidade de entender que o que estamos habituados, condicionados, as regras e leis do nosso ego não servem para as outras pessoas, portanto, não podemos nos relacionar com os outros baseados somente no que somos ou achamos correto, devemos também levar em conta o que o outro traz consigo para a relação.

Os Enamorados pedem decisões maduras, comportamentos cheios de sabedoria e o entendimento com o outro baseado na compreensão de quem o outro é e não somente em relação as suas palavras. A isso chamamos de inteligência emocional e ela é fundamental em todas as relações. Que o Arcano 6 nos traga este entendimento de forma mais profunda e amorosa.

Ótima quarta para todos nós!

A imagem veio daqui

O Julgamento

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Começamos aqui a nossa sequência de quatro Arcanos Maiores que vão gerar um ciclo (muito doido...rs) composto, em que quatro energias diferentes criarão o tom de um ciclo. Esta semana, provavelmente, será atípica e um tanto curiosa. Ontem, já tive provas disso, com a Princesa de Espadas deixando bem claro o que está acontecendo (mais claro que isso, só se viesse em forma de relatório digitado em arial 12...rs)

O dia amanheceu completamente cinza e com uma chuva constante, densa, aparentemente incansável. fico me perguntando que tipo de revelação um dia assim é capaz de trazer. O curioso é que ontem, com a Princesa de Espadas, tivemos uma parte da informação, no entanto, tudo indica que não foi tudo, que ainda temos mais a ser revelado. A pergunta é: o que? E, ainda mais relevante, pra quê?

Sou uma criatura que gosta dos "pra quê". Não importa somente saber uma informação, detalhes de como ela acontece. Saber a razão de determinada coisa acontecer, faz toda a diferença, pelo menos pra mim.

O Julgamento, além de apontar uma revelação, é uma carta que mexe com o tempo. Ele tanto costuma trazer eventos do passado, ou ao menos eventos que relembram ou revivem o passado, quanto tem o hábito de acelerar acontecimentos. Isso quer dizer que além de termos a oportunidade de aprender algo que não foi muito bem absorvido no passado, ainda sairemos da lerdeza e do marasmo daquelas situações que não atam nem desatam, simplesmente não andam!

Levando-se em conta a regência de Marte da terça-feira, que já é um acelerador compulsório de tempo, o dia promete resultar em resoluções, encaminhamentos e decisões. Aliás, me parece, tomar decisões será mais fácil em função do caráter revelador do Julgamento, é como se ele mostrasse tudo que se precisa saber para que a decisão seja tomada. Que assim seja!

Ótima terça para todos nós!

A imagem veio daqui

Princesa de Espadas

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Novos ventos se anunciam... sempre que olho para esta carta penso em uma brisa soprando novidades no ouvido. Mas antes de falar sobre esta moça, devo avisar que para esta semana teremos quatro Arcanos Maiores nos visitando. Se pensarmos em quatro Arcanos Maiores em sete dias, a conclusão parece clara: questões estruturais ganham destaque! Outra coisa interessante: eles estão coladinhos, um depois do outro, no meio da semana. E praticamente contam uma historinha. Curiosos? Aguardem as cenas dos próximos capítulos! ;-)

Pois bem, a Princesa de Espadas costuma ter uma fama meio duvidosa para alguns estudiosos de tarot. Dizem que ela traz a fofoca e a intriga. Este é um aspecto negativo desta carta, mas não o vejo como principal, a não ser que ela esteja cercada por várias outras cartas mais enjoadas. Por exemplo, uma Princesa de Espadas do lado de um 7 de Espadas, sem dúvida que aponta para estragos resultantes de disse-me-disse.

Mas se ontem tivemos por aqui o 6 de Paus e amanhã começamos a saga dos Arcanos Maiores, creio que esta Princesa esteja mais para expressar seu principal significado (na minha opinião, claro): a mensagem. Se o Príncipe de Espadas é o mensageiro, o cara que traz a mensagem, a \Princesa é a mensagem em si.

Hoje, provavelmente, chegarão notícias, informações, respostas esperadas ou comunicações inesperadas. Como a segunda-feira é regida pela Lua, dia de magia e espiritualidade, podemos pensar seriamente em recados espirituais ou informações que nos chegam através dos guias, mestres ou através de uma meditação, um contato mais profundo com o nosso Eu Superior.

Minha dica especial do dia: reservem um tempo para um pequeno ritual de conexão. Vocês podem buscar respostas através da espiritualidade ou podem se colocar disponíveis para receber algum recado também. Nada de muito complicado... Uma velinha acesa, um incenso, talvez uma música suave tocando bem baixinho, olhos fechados, mente e coração abertos.

Andar com fé eu vou, que a fé não costuma falhar! ;-)

Ótima segunda-feira para todos nós!

A imagem veio daqui

O Caminho do Meio X Oscilações Emocionais - Parte 1

domingo, 23 de outubro de 2016

Sei que o artigo de hoje será polêmico... E coloquei ali "parte 1" porque é um tema com mil desdobramentos, então provavelmente ainda falarei mais sobre isso.

Não sei ao certo quando isto começou, mas é bem possível que tenha tido o seu ápice na época do chamado romantismo, aquele período da história em que cometer o suicídio por amor era considerado lindo e nada era mais sedutor do que uma pessoa doente, à beira da morte suplicando pela presença do ser amado. É só lembrar da famosa história da Dama das Camélias... Uma mulher de vida nem tão fácil, uma tuberculose avançada e um homem que fazia parte de um mundo totalmente diferente do seu. Confesso que nunca vi graça nisso e por isso mesmo nunca me considerei uma romântica do tipo tradicional.

O tempo passou, os valores mudaram, mas resiste ainda esta ideia de que um amor bandido, um amor sofrido, lágrimas de sangue são o que há de mais belo no amor. Para começar a falar sobre isso, vamos falar de amor...

As pessoas têm a mania de dividir o amor. Amor pelos pais, pelos filhos, pelos amigos e o amor romântico. Eu creio em um só amor manifestado de diferentes maneiras. Em primeiro lugar, o amor em si é uma afetividade sem muita explicação racional, um sentimento de querer o bem do outro, às vezes até mais do que o próprio bem. Amar alguém é sentir um tipo de felicidade pelo fato do outro estar bem e feliz, mas, assim como o tradicional "amor de mãe" também é tanto abrir mão de seus próprios caprichos em benefício do outro quanto brigar com o outro quando ele tem atitudes que podem lhe geral algum mal.

Se considerarmos tudo isso o verdadeiro amor, quando olhamos em volta vemos muito mais o sentimento de posse, o ciúme, o egoísmo do que o sentimento mais belo que existe. Amor não se troca, não se vende, nem se "ama pelos dois", como alguns folhetins costumam divulgar. Amor sente-se e pronto! Nunca pode ser objeto de barganha e nem mudar porque o outro fez algo que não gostamos, inclusive decidir ir embora.

Mas todo este preâmbulo é para falar sobre outra coisa, mais ampla e menos romântica.

Tenho visto com muita frequência e em vários setores da vida pessoas indo de um extremo ao outro. São oscilações emocionais que acontecem em função do meio e do comportamento alheio, reações e não ações. Assim vemos pessoas que dizem amar e odiar pessoas, ideias, conceitos, situações, partidos políticos, crenças e até lugares baseadas em um sentimento infantil do tipo: se isso me desagrada, eu odeio, se isso me agrada, eu amo.

Eu, assim como as "palavras de sabedoria" do Facebook, só observo...

Fico pensando que se estas pessoas se vissem de fora, sem o envolvimento direto e o turbilhão de emoções em desequilíbrio, certamente, acreditariam estar diante de um diagnóstico de bipolaridade. Mas o ser humano possui uma incrível incapacidade de enxergar a si mesmo.

Assim, vão vivendo entre amor e ódio, ansiedade e depressão, alegrias e tristezas. Ninguém busca o equilíbrio, o caminho do meio, como se o combustível para se manter vivo fossem sempre as fortes emoções. Ninguém quer paz... Ou quer que seus desejos sejam satisfeitos ou quer guerra. Um dos exemplos mais comuns são as idas e vindas de amizades e mesmo os relacionamentos de trabalho. Um dia, fulano me ajudou, então "nossa! Fulano é tudo de bom! Que pessoa incrível!". No outro dia, fulano estava muito ocupado com suas próprias coisas e nem me deu muita atenção, então "fulano é um egoísta, fulano me rejeitou, me ignorou", e o que era amor vira ódio.

Quantas vezes já ouvi alguém descrever um amigo, familiar ou conhecido cheio de rancor, para uma ou duas semanas depois estar de beijos e abraços porque esta mesma pessoa o convidou para sair, comprou um presente ou simplesmente foi atencioso. Como alguém pode odiar em um dia e poucos dias depois amar? Provavelmente, porque a pessoa não ama ou odeia o outro, apenas se coloca como um papel ao vento, se deixando levar por ele, fora de eixo, fora de centro, fora de si.

E por que devemos amar ou odiar de forma tão passional e transitória? Por que não, simplesmente, amar no sentido de querer o bem de todo mundo e evitar a proximidade com pessoas que lhe causam mal, por uma questão de sabedoria, e não de rancor ou ódio? Se o amor existe, ele existe dentro de quem ama. Como pode algum fator externo fazer este amor virar ódio?

Pois bem, existem várias explicações para isso, mas eu gostaria de destacar algumas, mais frequentes e mais profundas: carência, falta de amor próprio, egoísmo e egocentrismo infantis, falta de conhecimento de si mesmo e permissão para que fatores externos influenciem de forma radical quem se é e o que se sente.

O processo de autoconhecimento e de desenvolvimento pessoal tem por objetivo, dentre outras coisas, gerar uma autonomia e uma harmonia interiores que sejam inabaláveis pelo comportamento de outras pessoas. E vejo, dia após dia, o quanto a maioria das pessoas não consegue compreender isso quando, por exemplo, muitas me perguntam: "mas você pratica o Ho'oponopono e, de verdade, consegue continuar amando as pessoas mesmo quando elas deliberadamente querem o seu mal? Então, você vai permitir que elas continuem te fazendo mal?" O que para mim é fácil entender (apesar de nem sempre ser fácil praticar, meu aprendizado e esforço são diários) é que 1) se eu me conheço e me respeito, amo a minha essência, não vou permitir que atitudes alheias me façam mal 2) se estas atitudes não são somente palavras ao vento, se elas resultam em algo mais concreto, por exemplo, me prejudicar profissionalmente ou minha relação com os outros, acrescenta-se aí o necessário afastamento desta pessoa 3) odiar alguém fala muito mais da minha falta de maturidade emocional, mental e espiritual do que do caráter da outra pessoa. Eu não odeio, eu amo (respeito o ser divino que há no outro) e compreendo que naquele momento o seu desequilíbrio emocional ou mental e a sua falta de entendimento espiritual resultam em um comportamento negativo. Aquilo é tudo que aquela pessoa é capaz de dar. E, vocês sabem... Só se dá o que se tem. E uma pessoa que tem tão pouco de bom a dar precisa de vibrações amorosas mais do que ninguém.

O ódio não é o oposto do amor... Ódio é um desequilíbrio, uma patologia. O contrário do amor é a morte, é a ausência de vida. Podem me chamar de idealista, mas acho que o amor é o estado fundamental da vida. Se algum dia tive inimigos, desconheço... Ou porque eles passaram a gostar de mim ou porque foram levados pra longe por uma simples questão de sintonia, essas pessoas não encontraram terreno fértil perto de mim para exercitar seus maus sentimentos. Sei muito bem quais são todos os defeitos da pessoas que mais amo (e de mim mesma, claro) e sei também quais são as melhores qualidades das pessoas que, por princípio, não me são muito caras. Não sou o tipo ideal de pessoa que um amigo procura para ocultar algum erro e da mesma forma sempre que um possível desafeto precisar do meu depoimento por algo de bom que ele fez, certamente o terá. Ao escrever isso, neste momento, talvez tenha ficado mais claro o porquê de tantas visitas da carta da Justiça por aqui, ela reflete muito da minha energia.

O caminho do meio está longe de ser o caminho de quem fica em cima do muro ou de quem é morno. Não, o caminho do meio é o caminho da harmonia e do equilíbrio interiores, quesitos que considero fundamentais para que se possa amar um amor verdadeiro e ser feliz plenamente. É abrir a janela ao acordar em um dia de sol e dizer "que dia lindo e ensolarado!" e abrir a janela em um dia de chuva e afirmar "as plantas do meu quintal ficarão felizes com isso, apesar de eu preferir os dias de sol". O mundo não foi criado para nos agradar de forma pessoal e individualista. As pessoas não estão vivas para nos mimarem, agradarem e satisfazerem nossos caprichos. Os relacionamentos afetivos não existem para abrandarem nossas carências e nosso medo da solidão. Não somos o umbigo do universo. O caminho do meio é o caminho que parte do nosso centro, nosso coração, e trilha uma vida inteira com a percepção de plenitude dentro e não fora. Nada que me cerca deveria ser capaz de me desequilibrar, nada que fazem comigo deveria ser capaz de enfraquecer o amor que eu sinto, nada que acontece comigo deveria ser capaz de impedir que a extrema gratidão pela vida diminua, nem uma gota, nem um grama, nem um centímetro. Sei que ainda não é 100% assim que acontece, mas eu sei que é para isso que eu quero caminhar.

6 de Paus

Bom dia! :-)

Os mais observadores já devem ter notado qual a outra carta que se repetiu exatamente no mesmo dia da semana passada. Olha o 6 de Paus aí! Tenho achado interessante a presença constante da Justiça juntamente com outros Arcanos positivos e que apontam para conquistas e realizações. Minha visão sobre isto? Simples! Estamos colhendo o que plantamos e estamos colhendo coisas boas (mesmo que às vezes não seja, exatamente, o que havíamos planejado).

Um dos aprendizados mais importantes nesta vida é que às vezes nossa visão humana é estreita, limitada. Acreditamos que determinada coisa é o melhor para nós, mas não é. Posso falar sobre isso com muita propriedade, pois já fui uma criatura mais teimosa, do tipo "ou é isso ou então não me interessa". O tempo foi passando, as experiências acontecendo, fui amadurecendo e percebendo que uma coisa é fazer planos ou ter desejos, outra coisa é tudo isso fazer parte do meu caminho ou ser realmente bom pra mim.

No Facebook tem um meme que diz algo como "que bom que o que eu queria não aconteceu". Não é isso, mas o resumo é este...rs Em vários momentos, eu quis muito que algo acontecesse, que uma empresa me chamasse para um emprego, que um relacionamento começasse ou se mantivesse, uma amizade continuasse próxima... Quando tudo dava errado (eu achava que era errado) ficava triste, indignada, traída pelo destino. Os anos foram passando e fui percebendo que sempre que eu agia da melhor forma possível, mas meu desejo não se realizava, era porque eu estava sendo encaminhada para algo muito melhor ou mesmo estava sendo protegida contra situações que eu desconhecia.

O ano de 2014 foi fundamental neste aprendizado. Uma sequência de coisas que eu não queria aconteceram. Tive que voltar a morar em São Lourenço, tive que voltar para o emprego da Prefeitura, tive que terminar um casamento de oito anos, tive que desistir do começo de um outro relacionamento que se anunciava, tive que abrir mão de uma amizade importante para mim. No entanto, já tendo vivido outras situações semelhantes no passado, desta vez não fiz resistência. As coisas iam acontecendo e eu ia somente repetindo "eu sinto muito, me perdoa, eu te amo, sou grata" e entendendo que tudo aquilo parecia estranho na hora, mas era o melhor para mim. Hoje, dois anos e meio depois, eu vejo que tudo foi absolutamente perfeito! E que hoje sou muito mais feliz do que era naquela época. Só posso agradecer e perceber o quanto a vida foi generosa comigo, retirando do meu caminho tudo que não me fazia ou não me faria bem.

O 6 de Paus é uma carta de vitória... Uma vitória que veio através de conflitos, disputas e não uma vitória simples e fácil. Reconhecer em si mesmo o herói desta guerra é aprendizado também. Entender que não chegamos aqui por mero acaso ou coincidência, mas como resultado de um crescimento pessoal é a base para que a celebração desta vitória seja completa.

Como o domingo tem a regência solar e o foco é o autoconhecimento e o trabalho sobre si, a proposta de hoje é a seguinte: de que forma eu venci todas as minhas resistências internas e consegui chegar onde cheguei? Ou ainda: de que forma eu poderei ser o melhor de mim mesma? Como costumo dizer sempre, o sucesso não é ser igual a outra pessoa, mas ser a melhor versão de si mesmo.

Que o domingo seja vitorioso!

A imagem veio daqui

O Carro

sábado, 22 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Reparem que a Justiça passou por aqui ontem somente para dar um toque sutil, algo tipo "não se esqueçam de mim", porque hoje já mudamos de ciclo e de energia. Na verdade, estamos entrando em um ciclo duplo de Justiça/Carro e o que isso quer dizer?

Esta é uma combinação bem curiosa, levando-se em conta que a Justiça é uma carta de conceitos e o Carro uma carta de ação. Eu poderia criar uma frase que traduziria de forma bem clara o significado desta mistura: o processo de causa e efeito em ação. Ou ainda, o destino fazendo com que as coisas andem, fluam, se movimentem...

Se o Carro representa este movimento em direção a um determinado destino, se ele também é o desenvolvimento, o crescimento, a ação, a conclusão óbvia é que existe um processo de causa e efeito (Justiça) em andamento aí e que isso vai gerar mudanças significativas para nós.

É bom lembrar que hoje é sábado, dia de trabalho e projetos, sob regência de Saturno, e existe no ar uma promessa de crescimento, evolução e movimento. Mas não é só isso... *vocês sabem aquele nervoso que dá quando quase vislumbramos completamente algo, mas ainda não conseguimos? Estou assim...* Tem algo mais aí... Tem algo se movimentando, algo se desenvolvendo de uma forma tão "orgânica" tão absolutamente em harmonia com o contexto geral, que não conseguimos perceber.

A carta da Justiça pode ser bem menos contundente que um juiz batendo o martelo em um julgamento e bem mais sutil como o fluir suave do destino a cada passo, cada palavra, cada escolha pelo caminho. O que eu vejo com a chegada do Carro é que "o que estava escrito" se espalha, se move e pega embalo. Se antes a combinação da Justiça com o Sol trazia luz aos processos chamados kármicos (causa/consequência), agora o Carro faz com que a coisa ande, acelere e chegue a sua conclusão.

Creio que seja a famosa fase do "ou vai ou racha"...rs Mas não vejo isto tudo de forma negativa. Ao contrário, tudo está onde deveria estar, a diferença é que agora estamos enxergando isso de forma mais consciente.

Que nosso sábado seja de ação! :-)

A imagem veio daqui


A Justiça

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Este é aquele momento em que a gente diz "que bruxaria é esta?"...rs De novo a Justiça e de novo numa sexta-feira. Creio que este seja um período de resolução e de vivência de coisas que já estavam no script há tempos, mas que ainda não tinham se manifestado.

Um dos maiores desafios da vida é saber quando é sim e quando é não. Ou seja, quando é para persistir em algo que faz resistência e não acontece e quando é para largar mão de tudo, logo de cara. A vantagem de ter a Justiça como regente do ciclo é que esta preocupação já não existe mais! Tudo que acontecer por aqui deve ser vivenciado.

Mas não só vivenciado! Vejam: estamos em período de aprendizado! É como se a vida olhasse para nós e dissesse "não tem que querer, tem que viver"...rs

A Justiça também pode, simplesmente, falar sobre os famosos conceitos de certo e errado. Ou, ainda, mostrar a importância do equilíbrio. Com o tempo, aprendi a olhar para a Justiça com mais tranquilidade... quando comecei a estudar tarot, achava que a Justiça sempre falava de briga, no sentido de "fazer justiça". O tempo passou e vi que esta era uma visão muito restrita.

Ok, Justiça em sexta-feira de amorzinho é algo meio desanimador... Bem... Nem tanto... Se pensarmos que esta é uma carta que fala muito sobre destino, pode ser que tenhamos alguns destinos amorosos se definindo no dia de hoje. Se a Justiça está associada à balança, estamos falando de equilíbrio, e não sei se para todas as pessoas é assim, mas para alguém que já foi tanto de extremos, como eu, equilíbrio é uma bênção! rs

Que a sexta seja de amorzinho em equilíbrio!

A imagem veio daqui

Ás de Copas

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Meu sorriso aumenta mais um pouquinho...rs Vamos puxar a conta: 2 de Paus + 2 de Copas + Ás de Paus + Ás de Copas. Sou só eu que enxergo aí um padrão/repetição que só pode querer dizer algo importante?

Pois bem... Escolher a imagem para ilustrar o Ás de Copas é sempre tarefa difícil, porque existe uma quantidade absurda de lindezas para representar este Arcano. Mas hoje até que foi fácil! Porque uma xícara de chá (café, para os que preferem) e um livro da Jane Austen, sem dúvida, representam o conceito do Ás de Copas com toda a poesia que ele merece.

Como falo sempre, os Ases são sementes, são a essência da energia que será expressa no decorrer de cada naipe. No caso de Copas, temos as emoções, os sentimentos, a sensibilidade, a sensitividade (sabiam dessa?), a fluidez... Portanto, hoje temos por aqui a vibração do Amor como destaque.

Repararam o R maiúsculo? Sim, sim... Tem uma razão de ser. Não estamos falando de amozinho, de romance ou algo assim. Estamos falando do Amor mais profundo, do conceito e prática do Amor como forma de expressar o seu próprio ser espiritual, em harmonia com os outros e com o universo.

O mais interessante é que em uma quinta-feira de Júpiter, nosso queridíssimo Grande Benéfico, este Ás de Copas tem a maior cara de "o poder do Amor!" E é bem por aí mesmo! O poder do Amor em ação, fazendo com que as pessoas conquistem uma forma mais evoluída de ser, sentir e interagir.

Vamos fazer com que o dia seja a própria emanação do Amor, trazendo os frutos mais doces desta que eu julgo ser a maior capacidade do ser humano: amar.

Ótima quinta-feira para todos nós!

A imagem veio daqui

Ás de Paus

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Poderia repetir isso mil vezes! Dia de céu azul, sol brilhante, pendências se encaminhando e um Ás de Paus para embalar tudo isso com energia vital e entusiasmo!

Apesar daquela moleza comum nos primeiros dias de horário de verão, sinto no ar que a mudança que começou há algumas semanas se encaminha para a concretização de ideias, projetos, objetivos. Acordar cedo para resolver questões importantes, desde segunda-feira, não está dando a sensação de cansaço, mas de realização. Espero que vocês também estejam percebendo isso. :-)

O Ás de Paus é a carta mais "combustível" dos Arcanos Menores. Ele funciona como um energizador potente, capaz dar suporte à resolução de desafios. Além disso, ele é a inspiração, a intuição, a flecha muito bem direcionada, a tocha que ilumina o caminho.

Se vocês lembrarem do que falei no início da semana, poderão deduzir algumas coisas a mais sobre os Arcanos dos próximos dias: já tivemos dois 2, um de Paus e um de Copas, agora temos um Ás de Paus... Hmmm... Estou dando pistas! rs Um tema para meditação é: quando que os 2 vêm antes dos Ases? Quando o que parece segmentado se unifica? Quando as dúvidas viram decisões importantes? Quando vamos à raiz (ou à semente) das questões? Quando damos um passo atrás para ter uma visão mais ampla da situação? Todas as respostas anteriores? 

É bom lembrar que hoje é quarta-feira de Mercúrio, dia em que colocamos nosso foco na comunicação e nas viagens. O Ás de Paus pode representar decisões, ideias e intuições que são comunicadas, conversadas. Dia propício para conversas que dão a partida de projetos, dia de coragem também. As viagens são beneficiadas, especialmente aquelas que possuem uma base espiritual (as famosas jornadas) ou que são resultantes de um movimento criativo.

Senhores passageiros, tenham uma boa viagem e apreciem a paisagem!

A imagem veio daqui

2 de Copas

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Como eu disse ontem, teremos uma sucessão de similaridades, repetições, uma sequência bem significativa no decorrer da semana. Na segunda-feira, um 2 de Paus... Na terça-feira, um 2 de Copas... Dois dias que, de alguma forma, falam de parcerias e todos já podem deduzir que os dois naipes presentes por aqui até domingo são: Paus e Copas. Os elementos Fogo e Água vão dançar, se alternar, fluir por nossos dias.

O 2 de Copas é a carta que fala de parcerias harmoniosas. Em geral, todos que tiram esta carta em seus jogos se apegam ao significado mais romântico e sonhador, no entanto, antes de tudo, antes de se pensar em romance ou namoro, o que temos aqui é a harmonia que existe em um par.

Agora, chamo a atenção de todos para o seguinte: se ontem tivemos o 2 de Paus e hoje o 2 de Copas, podemos deduzir que seja lá o que tivermos planejado ontem, deverá ser realizado com a ajuda, parceria ou influência de outra pessoa. Não temos aqui um projeto solitário, mas uma ideia que deverá se manifestar através do movimento de duas ou mais pessoas.

O que vocês pensaram ou planejaram ontem? Eu continuo naquela vibração muito interessante e positiva, um bem estar que não sei de onde vem (mas certamente é bem-vindo), então, confesso que mais curti essa sensação do que desenvolvi algum projeto. Claro, tomei providências cotidianas, trabalhei, fiz almoço, festejei com os colegas de trabalho o dia dos professores... Mas além disso eu organizei mentalmente alguns itens do Emporium VT e dei mais uma agilizada nos rótulos, também agendei para quinta-feira a produção de mais uma remessa de produtos. Confesso que estou curiosa para saber que tipo de parceria vai surgir hoje que possa ter a ver com tudo isso. Como os dias andam com uma pegada mágica, aguardo com um sorrisinho maroto...rsrs

A terça-feira é de Marte, o que nos garante paz e amor nas iniciativas, debates e atitudes. Então fica combinado assim: vamos agir, mas deboas, ok? ;-)

Ótima terça para todos nós!

A imagem veio daqui

2 de Paus

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Sim, continuamos com a energia do elemento Fogo pairando por aqui. Mas não é só isto! Esta semana promete mais repetições de Arcanos e características bem peculiares. Não vou revelar todos os detalhes para manter o suspense..rs Mas posso adiantar algumas coisas.

Em primeiro lugar, teremos durante toda a semana somente dois dos quatro naipes aparecendo por aqui e fazendo um revezamento engraçado. Só para vocês terem ideia, dos cinco Arcanos Menores presentes, dois "números" se repetem em naipes diferentes. Dos dois Arcanos Maiores, um também é uma repetição dos últimos regentes de ciclo. E, por fim, duas cartas que apareceram na semana passada reaparecem, exatamente nos mesmo dias. Prometo que vou refletir sobre isso e elaborar uma tese!

Mas vamos falar sobre o 2 de Paus, né? :-)

Esta é a carta que fala de planejamento estratégico, de quando fica bem claro que é importante dar uma pausa, respirar fundo e perceber quais os melhores caminhos, quais as melhores providências a serem tomadas para concretizar uma ideia.

Para quem já teve a ideia ou já idealizou um projeto, basta seguir a dica acima. Para quem nem imagina do que estou falando, o melhor conselho é: busque inspiração, ainda sob o efeito da magnífica Lua Cheia, que chegou ao seu ápice ontem e que ainda vai emanar energia de Lua Cheia até a quarta-feira. E, claro, lembrem-se que hoje é segunda-feira, de regência lunar, o que dá um toque ainda mais especial aos efeitos da lua plena.

Pois bem, levando-se em conta que na segunda-feira falamos de magia e espiritualidade. Não é má ideia buscar aconselhamento interior/exterior através de algum pequeno ritual de conexão, seja com o Deus Interior, seja com algum mestre, protetor ou guardião espiritual. Tenho percebido que por estes dias a magia está no ar... E quando conseguimos nos manter harmonizados, tudo parece muito claro e muito bom. Ho'oponopono sempre!

Que a segunda seja de perdão, gratidão e amor!

A imagem veio daqui

6 de Paus

domingo, 16 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Ainda na vibração do ciclo da Justiça e ainda na energia do elemento Fogo. Como eu disse lá no começo da semana, metade Sol, metade Justiça, metade Ouros, metade Paus. Esta foi uma semana bem interessante. Mas a "interessância" da semana não se restringe somente aos Arcanos que apareceram por aqui. E gostaria de compartilhar isto com vocês...

Se eu pudesse dar uma nota de zero a 10 para esta semana, certamente, seria algo acima de 7. Segunda e terça alcançariam algo bem próximo do 10, na verdade. Foi uma semana muito boa pra mim, especialmente no quesito "resolução das pendências". Mas além disso, senti, a partir de quinta, que algo estava se movimentando... Algo energético... Uma sensação muito boa, que costuma surgir sempre que algo positivo e significativo se aproxima. É difícil explicar, porque não se trata de algo com muita lógica, mas costumo chamar isto de "momento mágico": não tem nada de especial acontecendo concretamente, mas tenho uma percepção de que outra coisa está acontecendo em paralelo e que vai acabar trazendo repercussões muito positivas para o lado de cá. Mais ou menos isso...

Ser uma parabólica é uma situação frequente por aqui. Captar coisas que estão acontecendo em volta de mim, que às vezes nem têm a ver comigo, é rotina. Mas é interessante notar que toda parabólica tem um ajuste e dependendo do local para onde está direcionada e de tais ajustes, ela vai captar coisas totalmente diferentes. Então a primeira pergunta a se fazer é: sou uma parabólica que capta que tipo de coisa? A resposta é simples: dependendo do tipo de energia que estamos vibrando internamente, vamos captar coisas diferentes. Nesta semana, por exemplo, eu estou só captando coisas positivas. É claro que alguém pode perguntar: ah, então você não captou a verdade, a realidade, só captou as coisas boas? E eu respondo: se eu só capto coisas boas, minha realidade são as coisas boas! ;-)

Tudo isso que escrevi até aqui tem muito a ver com o 6 de Paus, Arcano deste lindo domingo (aqui tá lindo, depois de dias cinzentos). O 6 de Paus é a carta da vitória, do sucesso e da conquista. Ela traz uma energia tão claramente vitoriosa, depois de longa batalha, que o alívio pode ser sentido e compartilhado por todos em volta... Uma mistura de gratidão com sensação de merecimento. E o fato desta carta estar aqui, no encerramento desta semana tão positiva, não pode ser coincidência.

O regente solar do domingo faz com que nossos olhares se voltem para dentro. Hoje, os temas centrais são o auto conhecimento e o trabalho interior e o 6 de Paus anuncia a possibilidade de boa colheita, de vitória, de descobertas extremamente significativas sobre nós mesmos. Eu confesso que acordei me sentindo mais livre, como se a vida estivesse mais leve e tranquila, e tudo fosse mais fácil. Levando-se em conta que várias situações me fizeram acordar pelo menos umas quatro vezes durante a madrugada, era para eu ter acordado bem cansada, esgotada, aborrecida... Só que não! rs Acordei muito deboas e com uma leveza preciosa! Espero que ela permaneça por toda a semana!

Que o domingo seja de vitórias!

A imagem veio daqui


Príncipe de Paus

sábado, 15 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Vocês se lembram que ontem eu disse que resolveria muitas questões burocráticas, papeladas e afins? Pois então... Parte disso se resolveu, mas a outra parte (que para mim era a principal) não. Antes de me aborrecer e já ficar indignada e reclamando, lembrei de um dos princípios da carta da Justiça: algo que precisa ser vivenciado ou o famoso "estava escrito". Então fiquei quietinha...rs

Quando a Justiça aparece, não devemos fazer resistência. Ao contrário, devemos fluir e compreender porque certas coisas acontecem com a gente no decorrer da vida. Aliás, esse tema foi abordado em uma conversa, ontem, mas acabei deixando quieto, porque a pessoa fez tamanha resistência, que não adiantou nem tentar explicar o Ho'oponopono e seu "você é 100% responsável por tudo que acontece com você". 

Na verdade, a maioria das pessoas compreende isso em teoria, mas quando estamos falando de um problema real e concreto que acontece com determinada pessoa, a reação mais comum é: " como assim? Você acha que eu sou CULPADA por esta situação? Mas eu sou a vítima! O outro é que fez este absurdo! Você está me dizendo que o outro me enganou, destratou, difamou, abandonou, traiu (etc... etc... etc...) e eu ainda sou o culpado?" Sim, a maioria das pessoas ainda confunde ser responsável por ser culpado. O Ho'oponopono simplesmente não vê importância em definir quem é culpado do que, ele está mais preocupado em resolver o problema (acertar o passo, eliminar memórias negativas)  e quem resolve o problema é o responsável.

A importância de relembrar tudo isso é básica: ontem entramos em ciclo de Justiça! Portanto, estes tendem a ser dias de vivenciar situações que, efetivamente, precisam ser vivenciadas, normalmente com o objetivo de aprendizado. Eu não concordo com a crença de que estamos aqui para sofrer, fazer sacrifícios... Esta coisa de "a Terra é um planeta de expiação e prova"... Não vejo por aí! Mas com certeza estamos aqui para aprender, a realidade 3D é o lugar ideal para aprender coisas! Quem pensa que basta ser bonzinho e gente boa com os outros que tudo vai fluir as mil maravilhas, com frequência, se decepciona. Não estamos aqui para sermos bonzinhos, estamos aqui para aprender. E cada um tem algumas coisas específicas a aprender  e precisa descobrir quais são  para começar logo a trilhar o caminho de aprendizado.

Hoje, sábado sob regência de Saturno, temos por aqui o Príncipe de Paus, que é uma carta que sempre fala de mudança. Às vezes, eu vejo no Príncipe de Paus muitas características do Carro, pela dinâmica, ação, evolução. Quando esta carta aparece, costumamos ter uma gama razoável de possibilidades de mudança: de trabalho, casa, cidade, rotina, relacionamento, comportamento... Tem algo aí que já está mudando, basta ter atenção para perceber do que se trata. E a influência de Saturno tanto nos faz pensar que esta mudança pode envolver trabalho e projetos, quanto nos faz pensar que esta mudança é algo sério, profundo, que tomará tempo para ser concluído e exigirá um tanto de atenção e responsabilidade.

Vamos colocar a caixola pra funcionar e tentar entender este recado do Príncipe de Paus! ;-)

Ótimo sábado para todos nós!

A imagem veio daqui

A Justiça

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Olha ela aí de novo! E mais sincronicidades...rs Hoje é dia de ajeitar documentos, papeladas e burocracias por aqui. É comum que com o surgimento da Justiça, questões legais, burocráticas e acertos de negociações aconteçam.

Com o tempo e a experiência, fui percebendo que esta Justiça pode ser algo mais amplo, relativo ao que é justo ou não, correto ou não, e, ainda, questões consideradas "kármicas", no sentido de situações que precisam ser vivenciadas, mas também os aspectos mais específicos ligados a advogados, despachantes, fiscais.

O equilíbrio da balança se faz necessário e a energia regente do dia e do ciclo mostra a importância de não se deixar levar por desequilíbrios, sejam emocionais ou racionais. A importância da imparcialidade e de uma postura mais fria diante dos fatos é fundamental.

Eu sei que essas coisas não combinam muito com sexta-feira de Vênus, mas muitas vezes são estes extremos que nos deixam mais próximos do equilíbrio. Bons questionamentos seriam: o que me deixa mais equilibrado emocionalmente? Como posso lidar com o amor de uma forma mais justa? Ou ainda o que eu preciso aprender em termos de relacionamento? O que eu preciso vivenciar como aprendizado nas relações?

O que me chama mais a atenção nos últimos tempos é este jogo de idas e vindas do Sol e da Justiça, como se a vida nos desse a chance de esclarecer questões e resolvê-las. Em termos práticos, venho sentindo isso por aqui... e tenho aproveitado para colocar as coisas em seus devidos lugares.

Que a sexta-feira seja justa, mas com a beleza da harmonia venusiana.

A imagem veio daqui

Ás de Paus

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Depois de duas cartas de Ouros neste ciclo de Sol, hoje temos uma carta de Paus que expressa de forma inequívoca esta potência de energia luminosa. O Ás de Paus é um Arcano muito intenso e que serve de combustível para vários objetivos.

Sempre que esta carta aparece, penso nas sementes que dão bons frutos. Os Ases são sementes, de um modo geral, mas quando estamos no naipe de Paus, temos, muitas vezes, imagens de árvores frondosas, reafirmando ainda mais esta analogia de boa semente, árvore forte, bons frutos.

Como já adiantei no começo da semana, amanhã será o dia de mudança de ciclo, portanto, hoje temos as emações solares ainda na ativa e temos o Ás de Paus dando força, energia, direção e poder. Se somarmos tudo isso ao fato de estarmos em uma quinta-feira, regida pelo Grande Benéfico, creio que hoje é um dia bem importante e bem poderoso.

Nada de muito complicado... Ao contrário, bem fácil de entender: Ás de Paus é poder, energia e direção... Júpiter é poder, expansão e sorte. Somando os dois, podemos dizer que o dia de hoje é perfeito para deixar bem claro e direcionado para onde se pretende caminhar, que projetos se deseja realizar.

Um outro detalhe que devo apresentar e que é de significativa relevância: por favor, cuidadinho com os pensamentos! A mente pode ser um forte sinalizador de direção, ou seja, dependendo do que se pensar no dia de hoje, existe a possibilidade de enviar uma mensagem errada para os nossos poderosos Ás de Paus e Júpiter. E isso é uma péssima ideia! rs

Como diz meu amigo Aldo: tudo é fácil! Basta pensar, vibrar, emanar tudo que for bom, belo e verdadeiro, tudo que for positivo e construtivo. Acho que não estou pedindo demais, estou? ;-) Então, simbora!

Ótima quinta-feira repleta de poder e positividade para todos nós!

A imagem veio daqui

2 de Ouros

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Hoje, o dia começou com muitas lembranças... Dia das Crianças e eu tenho várias crianças queridas, inclusive a minha Criança Interior. Sempre fui encantada com crianças! Dia de Nossa Senhora Aparecida que me abençoou e me fez renascer quando meu filho nasceu. Então, me lembrei também da minha bruxa-mestra, Dóris, e sua ligação com as Virgens Negras, e minhas irmãzinhas Valquíria e Leandra, que há tempos não encontro para as nossas celebrações.

A quarta-feira começou com o sol brilhando lá fora (expressão concreta do regente do ciclo atual, o Sol). O dia está lindo! E pretendo dar um passeio já já para usufruir de toda esta luminosidade, positividade e vida.

O 2 de Ouros é uma carta interessante... O 2 fala de polarização e movimento, enquanto Ouros, naipe associado ao elemento Terra, é a base, a estrutura, a estabilidade. Temos então a necessidade do movimento dentro de algo estruturado, mudar para reconstruir, a ousadia dentro de uma certa estabilidade. Tudo parece meio incoerente, a princípio, mas no final faz um sentido incrível!

Quando esta cartinha aparece, recomendo sempre fazer coisas diferentes. Ela diz assim: a partir de uma pequena mudança de atitude é possível alcançar mudanças bem maiores. É importante ter flexibilidade para compreender que em alguns momentos a mudança se faz necessária, algumas vezes em um aspecto mais amplo do que aquele que nos parece mais confortável.

Tenho repetido muito isso nas consultas: existe uma resistência grande à mudança, ficar na zona de conforto sempre parece a melhor atitude e a grande sabedoria da vida é saber o momento exato de dar um passo na direção da transformação. No 2 de Ouros não estamos falando de loucuras, estamos falando de mudanças práticas que clamam por acontecer e devem ser acolhidas.

Como a quarta-feira é de Mercúrio, há o que se pensar em termos de mudanças na forma de se comunicar ou expressar o que se pensa. Também existe aí um convite para mudanças de contatos, pessoas com quem nos relacionamos. O curioso é que ontem, no final de tarde, eu disse "parece que amanhã teremos um feriado chuvoso, daqueles em que só queremos ficar debaixo das cobertas vendo filme". O clima resolveu dar uma de 2 de Ouros e mudou de forma inesperada, mostrando que sempre há espaço para a mudança quando queremos uma renovação mais efetiva.

Aproveitemos este feriado e este dia de celebração. Ótima quarta-feira para todos nós!

A imagem veio daqui

4 de Ouros

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Começo a postagem pedindo desculpas pelo imenso atraso, mas a causa é justa e boa... e vou compartilhar com vocês.

Quem me conhece sabe que eu, ao contrário da maioria, não ligo muito para objetos de consumo e desejo, tipo celular e carro. Enquanto tantas pessoas suspiram pelos novos, potentes, último modelo, eu tô feliz e contente com os meus velhinhos que funcionam. No entanto, recentemente, eu recebi uma grana a mais e resolvi que estava na hora de trocar meu Escort 1993 por algo um pouco mais novo, antes que meu carro virasse peça de museu...rs Depois de muito pesquisar, conversar, negociar, hoje realizei a compra. Sou a mais nova proprietária de um Corsa 2004, agora tenho um carro novo-nem-tão-velho e estou muito feliz com isso, especialmente no quesito economia de combustível, já que o meu velhotinho Escort era um beberrão digno de frequentar o A.A.

Saí de casa cedo, enfrentei tudo aquilo que mais detesto: fila, banco, burocracia, papelada, cartório, mas enfim tudo se resolveu de forma tranquila. Agora posso sentar, respirar fundo e escrever a postagem.

O interessante a ser analisado sob o olhar tarológico é que ontem, dia de Sol, eu soube que tudo estava ok e fiz contato com a (ex) dona do carro que comprei e hoje, dia de 4 de Ouros, mexi com dinheiro, burocracia e a parte mais engraçada, que é o aspecto sombrio do 4 de Ouros: a moça, na hora de nos despedirmos, falou pra mim "nossa, confesso que tenho um certo apego por este carro, mas conhecendo melhor você, durante a nossa negociação, estou tranquila, porque sei que você vai cuidar bem dele" e eu respondi "eu te entendo perfeitamente, porque também vou vender meu carrinho e sinto a mesma coisa, espero encontrar alguém que cuide bem dele... E pode deixar que eu vou tratar o seu carro muito bem".

Vejam... Apego é a palavra-chave da sombra do 4 de Ouros, mas nós duas conseguimos lidar com isso da melhor forma. Quanto à parte mais luminosa do 4 de Ouros, nós duas também usufruímos disso. Uma saiu com um carro que é uma graça e a outra saiu com a conta bancária mais recheada. O 4 de Ouros é uma carta que fala de ganhos materiais, estabilidade, segurança e eu mesma já vivenciei, em diversas situações, a experiência de em dia de 4 de Ouros ver um dinheiro, muitas vezes já esquecido, surgindo, caindo nas minhas mãos.

Temos pela frente mais dois dias dentro do ciclo do Sol. Mais uma carta de Ouros e outra de Paus. Aproveitem para colocar em dia tudo que estava empacado, bloqueado ou lento, porque o Sol vai abrir caminho. Esta semana, de fato, promete!

Ótima terça-feira para todos nós!

A imagem veio de algum lugar do meu arquivo de imagens.


O Sol

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Desde ontem, estava ansiosa para fazer esta postagem! Mas só agora consegui tranquilidade para escrever. Vejam vocês! Saímos de um ciclo Justiça/Sol, percorremos um caminho durante oito dias para retornarmos a uma mudança de ciclo em que o Sol está presente. Mas isso não é só! E desta vez, rompendo com a tradição, vou adiantar uma carta que vai aparecer no decorrer da semana! Acreditem ou não, esta semana tem dois Arcanos Maiores: o Sol e depois a Justiça... De novo... Não coladinhos, um do lado do outro, formando um ciclo composto, mas ainda assim emanando suas energias nesta semana.

Quando tirei as cartas da semana, ontem, e observei isso, fiquei me perguntando: o que o tarot está tentando dizer que eu ainda não captei? Nunca vi algo assim... Durante mais de duas semanas a presença marcante de dois Arcanos Maiores que falam tanto de um processo em relação ao qual não devemos fugir e que envolve a abertura de caminhos, o esclarecimento, a luz para guiar nossos passos. A sensação que tenho é que está tocando um alarme em volume máximo, chamando a nossa atenção para algo. Algo que, provavelmente, está nas sombras, mas que devemos clarear ou que deve se mostrar claramente. Portanto, toda atenção é pouca!

Falando ainda sobre o resto da semana, além destes dois Arcanos Maiores, teremos somente cartas de Paus e Ouros, deixando claro que os elementos Fogo e Terra (diga-se de passagem, os que se destacam no meu mapa astrológico natal...rs) apontam para a concretização (Terra) de ideias criativas (Fogo). Eu adoro!

Como a segunda-feira é regida pela Lua, teremos hoje o casal astrológico mais famoso do planeta...rs Energias de Sol e de Lua mostram a possibilidade de equilibrar energias masculina e feminina gerando algo novo. Também podemos pensar no Sol clareando as questões espirituais e mágicas. Alquimicamente, vejo o Sol como o Fogo transmutador e a Lua como o veículo, o líquido que carrega elementos ativos transformadores. Um bom dia para bruxices, sem dúvida!

Aproveitemos pois... Porque a magia e o encantamento estão no ar e em seu aspecto mais luminoso!

Ótima segunda-feira para todos nós!

A imagem veio daqui

Princesa de Espadas

domingo, 9 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Encerramos a semana ainda no ciclo (longo) de Justiça/Sol. Isto quer dizer que ainda estamos vivenciando coisas que precisam ser experimentadas, mesmo que não sejamos capazes de enxergar o porquê no momento. Digo mais... Creio que esta foi uma semana em que várias situações surgiram para clarear, para fazer com que consigamos enxergar o caminho de forma mais objetiva. Por aqui funcionou!

Não sei se vocês notaram, mas há duas semanas temos tido muitas Princesas por aqui. Vamos pensar em Princesas... Elas são o primeiro personagem da sequência da corte, então sempre vem a ideia de começo de um processo. Também podemos associá-las a uma energia mais rápida e ágil, porque todas as Princesas são regidas pelo elemento Fogo. 

No caso do Arcano de hoje, temos uma energia de Ar agindo sobre uma energia de Fogo. Isso me faz logo lembrar de divulgação de ideias (ideia = Fogo + divulgação = Ar). Então a primeira pergunta a se fazer é: o que eu posso ou devo contar, conversar, anunciar sobre uma ideia ou projeto?

Mas como o regente do domingo é o Sol, podemos trazer isso para o tema do dia-  autoconhecimento e trabalho interior - o que resultaria em algo como: o que existe em mim, como inspiração ou mesmo essência, que deve ser manifestado? Que parte do meu ser que está sendo calada, impedida de se manifestar? Ou ainda, aproveitando a semana do Dia das Crianças, será que eu estou impedindo a minha criança interior de se manifestar integralmente?

Em uma análise menos profunda, também poderia dizer que hoje é um ótimo dia para conversar, bater papo, prosear... Eu vou cumprir minha parte na história indo para a casa dos meus pais, no tradicional almoço de domingo, e conversando com a família toda. A-do-ro!

Ótimo domingo para todos nós!

A imagem veio daqui


10 de Ouros (sim, de novo! rs)

sábado, 8 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Sim! É verdade! O 10 de Ouros resolveu permanecer por aqui por mais um dia, fazendo com que toda a energia de prosperidade, estabilidade, segurança e proteção se mantenha por mais algum tempo.

É difícil não gostar do 10 de Ouros, apesar de que já ouvi algumas pessoas dizendo que ele, em seu lado negativo, pode representar a estagnação, a acomodação e a rigidez, mas, afinal, quem é perfeito nesta vida? Até o 10 de Ouros tem que ter algum defeito, né? rs

Ontem, percebi a vibração do 10 de Ouros de forma inequívoca! Inclusive, quando tentei dar uma chacoalhada e fazer da sexta-feira um momento mais agitado e com fatos surpreendentes, fui impedida de forma clara e objetiva. Como me tornei moça obediente, nem questionei e fiquei quietinha em casa vendo filme.

Hoje, parece que seguimos na mesma batida. Mas talvez o dia seja mais voltado para realização de trabalhos e projetos, já que estamos em um sábado de Saturno, e menos a expressão de das doçuras de Vênus, regente da sexta-feira.

Minha dica: o 10 de Ouros é uma carta de colheita, portanto, o mais provável é que aconteça algo como consequência de alguma atitude ou trabalho já realizado, o que também não nos impede de realimentar um projeto ou trabalho que seja capaz de render frutos mais adiante.

Parece engraçado, mas não é: muitas vezes não conseguimos enxergar o nosso presente, prêmio, o retorno positivo que nos foi dado. Precisamos ter consciência clara e percepção para saber em que direção devemos olhar. E o coração aberto, amoroso e pleno para recebermos aquilo que merecemos. Não é tão simples quanto parece. Mas sempre é hora de aprender! ;-)

Que o sábado seja realizador!

A imagem veio daqui

10 de Ouros

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Bom dia! :-)

Olhem que lindeza!!! Uma sexta-feira de amorzinho fica mais linda e mais completa com a presença de uma carta tão positiva quanto o 10 de Ouros. Vamos falar sobre isso...

Quando eu olho para o 10 de Ouros vejo um monte de coisas! Claro, vejo a prosperidade, a solidez, a segurança e a proteção, mas vejo também a estrutura prática e uma certa organização. O 10 de Ouros é, sem dúvida, uma carta que fala de praticidade. Se no 9 de Ouros temos mais a frutificação, a prosperidade, as finanças sendo beneficiadas, no 10 de Ouros tudo isso ganha estabilidade e por que? Porque estes ganhos foram organizados, bem administrados.

Ok, ok... Sei que sou uma entusiasta da praticidade e da organização. Mas acreditem que eu sei o quanto vale a pena investir tempo e energia nisso, exatamente, porque eu sou o oposto disso por natureza...rs Não sei onde estavam os meus três planetinhas em Virgem quando eu era criança e adolescente...rs

Pois bem, o que podemos esperar para o dia de hoje? A energia venusiana da sexta-feira misturada com toda a construção, segurança e estabilidade do 10 de Ouros. Isso tem cara de família, por exemplo! Reunião de família... Ou, ainda, reunião de amigos muito próximos e queridos. Não podemos descartar a possibilidade de casamento ou momento em que um relacionamento ganha um aspecto mais profundo, um compromisso é firmado.

Tanto blablablá pra dizer que o dia hoje tem tudo pra ser muito bom, especialmente amoroso e com uma sensação de conforto muito grande, no melhor estilo "não existe lugar melhor que o nosso lar". E o nosso lar, é bom lembrar, são as pessoas que a gente ama.

Ótima sexta para todos nós!

A imagem veio daqui