6 de Paus

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Bom dia! :-)

A manhã de hoje foi repleta de reflexões e isso atrasou ainda mais a postagem por aqui e o irônico foi que o horário da postagem também foi um dos temas da meditação. Sei que algumas pessoas estão com saudade do tempo em que eu, religiosamente, fazia a postagem sempre a meia-noite. Algumas coisas mudaram... Não consigo mais visualizar a postagem do blog de modo a capturar o seu link e programar a entrada a meia noite tanto no blog quanto no Facebook. Alguma coisa mudou e ainda não entendi o que foi e como driblar o problema. Isso quer dizer que para postar a meia noite eu preciso estar acordada fazendo postagem meia noite e publicá-la e às vezes eu necessito dormir mais cedo que isso... Outras vezes acontece o contrário, durmo muito tarde, mas não estou com foco para a postagem e procuro respeitar isso. Outras vezes, ainda, acho que o dia está mais longo e que coisas que expressam a energia do Arcano ainda estão acontecendo às onze da noite, outras vezes já é a energia do Arcano do dia seguinte que aparece às cinco da tarde. Em resumo, tem horas que eu sinto uma pontinha de inveja de quem trabalha com matemática, engenharia...rs Porque no meu setor tudo é tão, mas tão relativo...

Mas a reflexão não foi só por conta disso... Ontem, após assistir algumas entrevistas interessantes cujo tema central era o trio amor-sexo-relacionamento, comecei a fazer postagens no meu Facebook pessoal, com citações e algumas opiniões minhas. Claro, isso teve uma repercussão legal, porque todo mundo gosta de falar sobre esses temas. No entanto, hoje pela manhã rolou uma desavença com algumas amigas (amigas minhas que não são amigas entre si) em uma das publicações por conta do comentário de uma delas. Eu vou dizer uma coisa pra vocês... Na verdade, uma confissão que tenho a fazer...rs Gente, eu já fui meio encrequeira, viu? rsrs Estou falando isso porque hoje eu tive a noção exata de como eu agia antigamente e como eu ajo hoje. Se fosse antigamente, estaria eu lá batendo boca até agora e me atrasando para o trabalho! rs Hoje, eu olhei a conversa, entendi perfeitamente o ponto de vista de uma, apesar de achar que da forma com que ela escreveu pode ter havido uma falha de comunicação, e achei que a outra exagerou e foi provocativa sem necessidade. Em termos práticos, eu estou 100% com a primeira, até porque eu sei bem do que ela está falando (a conversa tinha a ver com consultas de tarot), mas entendo que às vezes a gente tem que ter um cuidado exagerado com o que fala ou escreve, porque as pessoas andam sensíveis demais em relação ao que ouvem e leem. O mundo anda stressado, agressivo, reativo, parece que as pessoas viraram nervos expostos ambulantes e isso anda dificultando demais a comunicação entre o ser humano.

Então, chegamos ao tema central de análise de quarta-feira: a comunicação.

Os meios de comunicação se expandiram, aumentaram o seu alcance, diversificaram a sua forma de funcionar, no entanto, eu tenho observado com tristeza que a comunicação ao invés de se tornar mais clara e objetiva, tem sido instrumento para uma guerra. É engraçado... Eu fiz faculdade de Comunicação, trabalhei por mais de 20 anos com comunicação e por isso me sinto à vontade de declarar o que eu vou declarar: as pessoas, de um modo geral, não sabem se comunicar direito. Estão em falta no mercado: ouvidos generosos, línguas doces, mentes claras, corações receptivos... É raro encontrar alguém querendo ouvir e entender o outro... A sensação que tenho é que tudo que é ouvido e lido está diante de um tribunal que julga crimes hediondos, cujos membros foram treinados a detectar qualquer pista de algo ameaçador para imediatamente recolher o réu para que seja, devidamente, punido.

Gente! É preciso resgatar a conversa... a troca de ideias... A troca de ideias livre!!! Sem que as pessoas troquem acusações e se odeiem (pelo menos a impressão que dá é que as pessoas estão odiando os que pensam diferente dela). Nossa... Saudade de um tempo em que as pessoam podiam dar opiniões sem serem rotuladas e acusadas. Claro que nesta época as conversas aconteciam num barzinho, na varanda de casa, na praia.. e hoje em dia elas acontecem no Facebook, no twitter e são abertas a um público muito maior. Talvez esteja faltando mais privacidade neste mundo. Talvez tenha chegado a hora de "calar os dedinhos" e opiniar menos sobre as coisas no mundo virtual. Não sei... As pessoas andam estranhas... Agressivamente estranhas...

Eu espero que este 6 de Paus, carta que fala sempre de vitória, conquistas e sucesso tenha chegado por aqui nesta quarta-feira de Mercúrio para me responder: "não tema! A boa comunicação sairá vitoriosa desta guerra!" Eu espero, sinceramente, que sim! Enquanto isso, vamos aproveitar o dia para colher os louros de situações que foram verdadeiros desafios, mas que, como fizemos a nossa parte, agora podemos aproveitar os méritos conquistados.

Ótima quarta para todos nós!

A imagem veio daqui

4 comentários:

Patty disse...

É isso ai D. Clau. Em tempos de Mercúrio exilado, ainda por cima, todo cuidado é pouco na hora do falar. "Casa de ferreiro, espeto de pau", prazer!! :)

Aldo Luiz Fonseca disse...

Cada dia mais fã!

O tal de ego quando entorta é f@#a...

Na paz da gratidão.

Marta Brasil disse...

Bom dia Cacau!
Estou agora em duvida. Tenho lido bastante sobre Tarot e vi que o 6 quer dizer instabilidade. Vc o descreveu como vitorias e outras coisas positivas , por outro lado relatou discurssoes que presenciou (instabilidade). Fiquei confusa. O que realmente significa?
Fiquei de bico caladao (hahah) por vias das dúvidas evitando emitir opinioes a pessoas que nao conheco.
Gosto muito do seu blog. Confesso que fico verificando se vc já postou o arcano do dia ;). Varias vezes, e digo varias mesmo, conincidiram com o meu arcano do dia que tirei com as minhas cartas.
Grata por qualquer palavra,
Marta

Cacau Gonçalves disse...

Olá, pessoas!
Patty! Aldo! Marta! :-)
Pulinho aqui pra sanar a dúvida da Marta.
Marta, confesso que nestes mais de 25 anos estudando tarot não me lembro de ver o conceito de instabilidade associado ao 6 de Paus. Inclusive, a imagem mais tradicional desta carta é um guerreiro, montando em um cavalo, com uma bandeira da vitória, retornando para casa... Super estável! É claro que o naipe de Paus está associado ao elemento fogo e o elemento fogo é rápido, agitado, cheio de energia. Então eu reformularia a questão dizendo: o naipe de Paus, dentre os quatro naipes é o mais volátil, é o menos fixo, menos concreto... porque ele é o mais espiritual. Para que algo se manifeste, poderíamos dizer que passa pelo Fogo (o espírito, a energia, o impulso da manifestação), depois pelo Ar (o pensamento), depois pela Água (os sentimentos e emoções) e depois chega na Terra (o corpo físico e a matéria). Entendeu?
Bem, outro detalhe... O que vc chamou de instabilidade (discussões), eu (assim como o Aldo no comentário acima) chamo de ego... Ou seja, é até estável demais! rs A pessoa tem um pensamento fixo, rígido, inflexível e por isso briga com a outra só porque ela pensa diferente. Também é bom lembrar que a vitória obtida no 6 de Paus é resultante da batalha ocorrida no 5 de Paus, uma carta que tem muito de competitividade, disputa...
E, por fim, quando o assunto é interpretação de tarot, vc vai ver as coisas mais diferentes umas das outras dependendo do lugar de consulta. Eu costumo seguir mais as interpretações mais clássicas + esses 18 anos em que trabalho com consultas, porque a experiência prática dá muita informação. Vc começa a ver que tal carta tem um significado X na teoria, mas na prática isso se manifesta com determinada característica peculiar. Então, pelo menos pra mim, o tarot está em eterna construção em termos de conhecimento e, fundamental dizer, que esta construção será diferente de acordo com a experiência de cada um, está longe de ser uma ciência exata. ;-)
Beijo!